Alimentação infantil > Nutrição

7 passos para criar uma rotina de alimentação saudável para crianças

Por Camila Luz 10/12/2017

Com qual frequência você faz refeições junto da sua família? Seus filhos costumam comer muita comida congelada? Mudar certos hábitos é fundamental para criar uma rotina de alimentação saudável para crianças.

Alimentação saudável para crianças

Mãe e filhos preparam uma refeição saudável

Durante a infância, os pais são modelos para os filhos. Portanto, é bastante provável que as crianças que vivem na sua casa adquiram hábitos similares aos seus. Se você deseja que elas se alimentem melhor, terá de criar nova rotina a ser seguida por toda a família.

Veja as dicas do site americano Web Medical Team:

Rotina de alimentação saudável para crianças

1 – Compre mais alimentos saudáveis

A primeira dica parece um pouco óbvia, mas é fundamental para estabelecer uma rotina de alimentação saudável para crianças. Encher a despensa de refrigerantes, doces e salgadinhos não fará favor algum aos seus filhos. Prefira comprar frutas, verduras, castanhas, biscoitos integrais e outras comidinhas “do bem”. A oferta certamente irá estimular os pequenos a se interessar por refeições mais balanceadas.

2 – Prepare lanches rápidos

Quando sentem fome durante a tarde ou no meio da manhã, crianças logo procuram bolachas recheadas, bisnaguinhas e outros alimentos que podem ser prejudiciais à saúde quando ingeridos em excesso. Para substituir, prepare lanchinhos leves, como frutas em pedaços, sanduíches naturais e mix de castanhas.

3 – Mais refeições caseiras

Quando a rotina é corrida, o tempo para cozinhar é escasso. Tente se planejar para preparar as refeições ao menos durante alguns dias da semana. Assim que a atividade fizer parte da sua rotina, você pegará mais prática e fará dela uma regra.

Sempre que for cozinhar, chame as crianças para ajudar. Para aprender a comer com responsabilidade, é fundamental estar próximo do preparo dos alimentos, conhecer suas propriedades e entender de onde eles vêm.

4 – Plante uma hortinha

Não é necessário cultivar uma fazenda dentro de casa. Plantar algumas mudinhas de plantas como o manjericão na janela da cozinha já é suficiente para despertar o interesse da criança por alimentos naturais. Não se esqueça de convidá-la para ajudar. Com o tempo, quem sabe, vocês podem se aventurar no cultivo de especiarias e outras comidas mais complexas.

5 – Delegue responsabilidades para a criança

Seu filho pode ficar responsável por marcar o check na listinha do supermercado ou comparar produtos para entender qual é o mais saudável — se já tiver idade suficiente para isso. Se os alimentos forem cheios de ingredientes com nomes longos e difíceis de pronunciar, a criança irá entender que são muito processados. As melhores comidas, como frutas e vegetais, não têm uma longa lista de componentes.

6 – A hora da refeição é sagrada

Desligue a TV, guarde os celulares e retire os brinquedos de cima da mesa. Pelo menos uma refeição por dia deve ser feita em conjunto, com todos presentes. Quando você come como uma família, se alimenta mais devagar pois está conversando sobre o dia que passou. Isso relaxa, reduz a ansiedade e ainda ajuda o organismo a entender quando está satisfeito.

7 – A alimentação saudável deve ser algo positivo

Não chame a alimentação saudável de dieta ou faça grandes alardes sobre isso. A nova abordagem surtirá mais efeito se for introduzida aos poucos, como parte da rotina de toda a família. Não faça diferença entre os membros, apontando quem precisa comer melhor ou perder mais peso. No final das contas, comer direitinho será benéfico para todos.


Sites parceiros