Beleza > Pele > Sem categoria

Para além dos fios: Os benefícios e como usar o óleo de argan na pele

Por Debora Stevaux 28/07/2018

O óleo de argan já é queridinho pelas mais antenadas em hidratação capilar. No entanto, a substância extraída das nozes da planta Argania spinosa, natural de Marrocos, também têm propriedades valiosíssimas para a pele. Não à toa, os marroquinos usavam o extrato com as mais diversas finalidades para tratar os fios há séculos.

Já velho queridinho quando o assunto é hidratação capilar, o óleo de argan também traz inúmeros benefícios para a pele. Saiba como usá-lo. (Foto: iStock)

De acordo com a naturóloga do W Estética & Sp, no Rio de Janeiro, Mariana Vitte, as vantagens para a pele são muitas. Estão na lista a hidratação profunda, o combate a cravos, espinhas, radicais livres e outras inflamações da pele. “Seu alto poder de hidratação faz com que a pele absorva melhor os nutrientes e suas propriedades antioxidantes, como as saponinas e vitamina E. Sua ação, portanto, freia o envelhecimento”, esclarece.

Quais são os óleos essenciais e produtos de beleza adequados para cada signo?

O extrato tem três vezes mais vitamina E do que qualquer outro tipo de óleo vegetal. Por ser um produto muito raro, é necessário que você preste atenção quando for comprar para não ser enganada. Verifique se há, na embalagem, uma certificação, para não acabar comprando um produto diluído em outras substâncias ou que tenha passado por um refinamento incorreto.

Também há diferenças na aplicação da pele e dos cabelos. No caso da pele, você pode maximizar os efeitos aplicando o óleo de argan puro. “Aplique de três a cinco gotas diretamente na pele, em qualquer região do corpo. Já é o suficiente para hidratar. Nesse caso, a concentração deve variar entre 2% e 10%,, diferente dos produtos de cabelo”, revela Márcia Rissato, aromaterapeuta da Mona’s Flower.

Ainda segundo a especialista, os resultados já são visíveis após uma primeira aplicação. No caso da redução das rugas e marcas de expressão, o tempo médio para o surgimento dos primeiros resultados é de um mês. Se você preferir a opção pura, a frequência da aplicação deve ser a cada dois ou três dias. Já os cremes que possuem a substância em sua composição podem ser usados diariamente. A absorção é super rápida e a concentração deve variar de acordo com cada tipo de pele: oleosa, mista ou seca.

Mel para o rosto? 4 benefícios para inseri-lo na sua rotina de beleza

Quando for aplicar nos fios, siga algumas dicas de acordo com as necessidades do seu cabelo: você pode passá-lo puro somente nas pontinhas ou misturá-lo em xampus, condicionadores ou cremes. Aquelas que pintam o cabelo também já deve ter percebido o uso do óleo antes de passar a  tinta para tornar o processo de coloração menos nocivo para os fios.

Se você for usar o produto como reparador de pontas, ele deve estar no seu cabelo por, apenas, quinze minutos. Prefira aqueles que têm 10% de argan em sua composição. Também não passe diariamente, use uma vez a cada dois ou três dias para não deixar os fios oleosos e sempre depois do banho. Uma outra novidade para além do uso do óleo na pele é a sua aplicação nos lábios, principalmente nos dias mais frios, quando essa região costuma apresentar rachaduras.

7 tipos de argila e como inseri-los na sua rotina de cuidados com a pele


Sites parceiros