Filhos > Gravidez e Filhos > Saúde

Tudo sobre a campanha de vacinação contra o sarampo

Por Debora Stevaux 23/08/2018

O mês de agosto marca, no Brasil, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo de 2018. Todos os postos de saúde do território brasileiro oferecem, gratuitamente, a dose da vacina contra a doença causada pelo vírus de mesmo nome. O grupo prioritário, isto é, considerado alvo pelo Ministério da Saúde, é composto por crianças com idades entre 1 a 5 anos.

Vacina tetravalente: um em cada quatro bebês não tomou as três doses

Para ficar totalmente imune ao contágio, são necessárias duas doses, uma delas dada aos pequenos quando eles completam um ano de vida, junto com a versão da tríplice viral. Já a segunda, quando eles completam 15 meses, com a tetraviral. Mesmo as crianças que já tomaram as duas doses precisam tomar a terceira para assegurar a imunização.

O mês de agosto marca, em todo o Brasil, o início da Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo. Saiba quem deve tomar e quais são as contraindicações. (Foto: iStock)

Isso porque doenças que já eram consideradas erradicadas no nosso país acabaram voltando a aparecer porque nem sempre a população se preocupa em tomar a vacina ou vacinar seus filhos. Segundo o Ministério da Saúde, até agora já foram contabilizados, no total, cerca de 822 casos de sarampo, e embora a maioria deles sejam registrados na região norte, há um caso da doença confirmado em São Paulo, catorze no Rio e treze no Rio Grande do Sul.

Para viajar, mantenha em dia a carteirinha de vacinação

O Ministério da Saúde também oferece a dupla dose para pessoas de até 29 anos de idade e uma dose para aqueles que se enquadram na faixa etária dos 30 aos 49 anos. Você só precisa ir até uma unidade do Sistema Único de Saúde com a carteirinha de vacinação e atualizar a imunização.

Gestantes, pacientes imunodepressivos devido ao uso de algum medicamento ou doença, portadores do vírus HIV e outros com histórico alérgico grave desencadeado pela vacina integram a lista de contraindicados. Caso você se enquadre em alguma dessas categorias e tenha dúvidas, consulte um médico de confiança.

Vacina contra o zika em produção e teste de identificação é realidade

Mas afinal de contas, o que é o sarampo?

O sarampo é considerado uma doença altamente contagiosa que se desenvolve no corpo humano após a infecção pelo vírus de mesmo nome. Os sintomas mais comuns são, geralmente, febre alta – que pode atingir 40ºC, tosse, corrimento nasal e inflamação nos olhos. Três dias depois dos primeiros sinais, aparecem, no interior da boca, alguns pontinhos brancos, chamados de sinais de Koplik.

Vacina de poliomielite ainda é a melhor saída contra a doença

No intervalo de três a cinco dias depois do contágio, surgem manchas vermelhas que podem ocorrer, primeiramente, no rosto e se espalhar pelo corpo. Estima-se que 30% dos pacientes infectados desenvolvam outras complicações mais sérias como diarreia, cegueira, pneumonia e, em casos mais graves, a inflamação do cérebro. O diagnóstico pode ser feito com exame de sangue em qualquer hospital público, mas em caso de surtos, os sintomas já bastam para comprovar.

Por se tratar de uma doença viral, uma vez que se contrai a doença, não há cura. Portanto, o tratamento é feito com o objetivo de atenuar os sintomas com medicamentos antitérmicos para febre e alguns cuidados como repouso, hidratação e alimentação adequada. A Organização Mundial da Saúde também recomenda, em casos de crianças que desenvolveram a doença, a suplementação com vitamina A. A vacinação é tão importante por representar a única forma de se prevenir contra a doença.

Vacina contra rinite é saída para melhorar qualidade de vida


Sites parceiros