[the_ad_group id="16403"]
Nutrição

Como elevar os níveis de colesterol bom

Por Redação Doutíssima 27/12/2013

As gorduras do sangue (ou lipídios), são feitas de dois tipos de colesterol e triglicerídios. Existem dois tipos de colesterol, o bom e o ruim. Estes dois tipos são diferenciados pela proteína que carrega a molécula de colesterol no sangue. O colesterol ruim é chamado de LDL (em português: lipoproteína de baixa densidade), enquanto o bom é chamado de HDL (em português: lipoproteína de alta densidade).

 

colesterol

 

O HDL auxilia na limpeza da gordura excessiva dos vasos sanguíneos, e por isso ele é chamado de colesterol bom. O HDL ajuda também a evitar doenças do coração, possuindo funções antioxidantes e anti-inflamatórias, pois suas moléculas protegem a parede dos vasos e não permitem que lesões que facilitam o depósito de gordura nas artérias possam surgir. Para aumentar seus níveis de colesterol bom, existem varias de medidas a serem tomadas. Descubra quais:

 

Praticar exercícios físicos

Este hábito ajuda na prevenção de várias doenças, pois praticar exercícios físicos regularmente permite um melhor funcionamento do organismo e estimula a liberação de serotonina, substância química que dá a sensação de bem-estar e prazer. Atividades aeróbicas regulares (como correr, caminhar e andar de bicicleta) aumentam os níveis de HDL graças à regularidade e à duração dos exercícios, e não à intensidade com que eles são realizados. Sendo assim, o que é importa é praticar sempre, e não intensa e irregularmente.

 

Perder peso

A obesidade é extremamente perigosa para o organismo pois ela aumenta os níveis do colesterol ruim diminuindo os do colesterol bom. Para obter bons níveis de HDL, é essencial manter o corpo no peso ideal. Gorduras presentes nos quadris e cintura são um sinal de perigo, indicando a necessidade de aumentar os níveis de colesterol bom. Mais uma vez, os exercícios aeróbicos são bons aliados.

 

Ingerir gorduras monoinsaturadas

Entre todas as gorduras que encontramos nos alimentos, as monoinsaturadas são as únicas responsáveis pelo aumento dos níveis do colesterol bom. Aposte no azeite de oliva, amêndoas e óleos vegetais, pois eles ajudam a aumentar o HDL sem aumentar o colesterol total. Por isto, as gorduras monoinsaturadas são consideradas benéficas.

 

Reduzir as gorduras trans

Verdadeiras vilãs do corpo humano e presentes na maioria dos alimentos industrializados, especialistas recomendam evitá-la ao máximo possível. Contrariamente à gordura monoinsaturada, a gordura trans aumenta o colesterol ruim e reduz o colesterol bom. Elas estão presentes em chocolates, biscoitos, sorvetes, bolos, salgadinhos e batatas fritas, pois a gordura trans torna os alimentos mais saborosos e conservados. Esta gordura entope os vasos sanguíneos e pode provocar AVC (acidente vascular cerebral).

 

Ingerir mais fibras

Alimentos ricos em fibras ajudam a elevar os níveis do colesterol bom, além de proporcionarem um bom funcionamento do intestino, uma saciedade por mais tempo e equilibrarem nossa dieta. As fibras são encontradas em alimentos como cereais integrais, frutas, grãos e vegetais. Elas são importantes aliadas na redução do nível de colesterol ruim e de glicose, ajudando a prevenir diabetes e outras doenças.

 

Parar de fumar

O cigarro é responsável por até 20% das doenças cardíacas, e por isso o tabagismo é o principal fator de risco para o surgimento de doenças como hipertensão e cânceres (especialmente o de pulmão). A nicotina diminui a quantidade de oxigênio transportada até o coração, o que aumenta a pressão arterial e a frequência cardíaca.

 

Comer peixes

Os peixes, especialmente os de água fria (como salmão, atum e sardinha) contem altos níveis de ômega-3, que é uma gordura insaturada e eleva os níveis do HDL. Também são alimentos com alto nível de antioxidantes, que auxiliam no melhor funcionamento do organismo e na prevenção de doenças.


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]