Gestante

Cuidados com as mudanças na pele provocadas pela gravidez

Por Redação Doutíssima 24/01/2014

pelegravidez

Durante os primeiros nove meses de gravidez ocorrem mudanças, em especial da fisiologia da pele – ela torna-se mais sensível e delicada. Como se cuidar durante esse período?

1. Manchas marrons

Cloasmas – pontos conhecidos. Eles podem ocorrer tanto durante quanto após a gravidez. Isto é particularmente um incômodo para esta época do ano.

Para remover manchas de idade, a medicina tradicional recomenda, por exemplo, que se cozinhe por bastante tempo salsinha misturada com suco de limão. O suco de salsinha pode ser misturado com leite ou iogurte (para pele oleosa) ou creme de leite (se for pele seca). Entretanto, existe um detalhe importante. Se cosméticos não funcionam, é preciso se proteger, pois pode ser uma caso mais sério. As manchas podem ocorrer como sintomas de algumas doenças de distúrbios reprodutivos femininos, problemas de fígado. Neste caso, consulte um médico.

2. Estrias

Em mulheres grávidas, ocorre uma redução na taxa de síntese de dois componentes principais da pele – a proteína-polímero de colágeno e a elastina. Como resultado da falta dessas duas substâncias que dão elasticidade à pele, ela começa a ficar repleta de tecido conjuntivo. Naturalmente, o afinamento da pele ocorre em locais onde a pele se estica mais – principalmente no estômago – que, por sua vez, pode gerar as “linhas da gravidez” – as estrias.

A mesma coisa acontece nas coxas e nádegas. Pode também ocorrer estrias nas mamas, devido ao seu aumento durante a gravidez e amamentação.

Atualmente, há vários cremes especiais que previnem as marcas de estrias e auxiliam na “luta” contra elas. E um cuidado regular com a pele realmente faz-se necessário. No entanto, mais do que qualquer creme, é a elasticidade natural da sua pele que desempenha seu papel aqui.

3. Máscaras de ervas e frutas

A escolha de cosméticos especiais para mulheres grávidas se torna cada vez mais diversa com o passar dos anos, mas sempre estarão disponíveis os remédios naturais comprovados. Eles também permitem o cuidado seguro e eficaz para a pele após o nascimento do bebê e continuarão como “seus amigos para sempre”.

A ferramenta mais eficaz e fácil de usar – máscara. Mas há algumas sutilezas que valem a pena ser conhecidas, especialmente estando em uma situação especial.

Dos recursos naturais, não é recomendado para grávidas as máscaras de mel e máscaras de morangos, dado que mel e morangos são potenciais alérgenos.

Aplique a máscara não mais do que duas vezes por semana e, antes de cada aplicação, é desejável limpar a pele com óleos vegetais (azeite de oliva), o que contribui para absorver melhor os componentes essenciais da máscara. Normalmente, antes de aplicar a máscara usam-se loções especiais, mas não é recomendada a aplicação em mulheres grávidas.

4. Cuidados com a pele durante o inverno

Reserve uma ou duas vezes na semana para fazer uma máscara com manteiga de amendoim, que ao mesmo tempo em que hidrata e nutre a pele, anula os efeitos do frio. Creme noturno no inverno deve ser mais completo, você não deve apenas nutrir, mas também hidratar a pele.

A maioria dos recursos para se proteger do frio possui um maior teor de óleos essenciais. É indicado para o uso diário, por exemplo, um creme contendo óleo de rosas e abeto.

O óleo de rosas rejuvenesce e suaviza os “pés de galinha” ao redor dos olhos, normaliza a atividade das glândulas sebáceas, muitas vezes prejudicada durante a gravidez. O óleo de abeto dá um efeito de aquecimento durante uma massagem, melhora a circulação, é anti-inflamatório e tem efeito calmante.

5. Sol: Como se proteger

O sol para nós é, em primeiro lugar, a luz ultravioleta, que é necessária em pequenas quantidades no organismo para produzir vitamina D (o que por si só previne raquitismo.)

O cuidado durante o bronzeamento não deve ser menor do que quando se atravessa uma rua, porque o sol pode ser muito agressivo para os seres humanos.

Para evitar isso, basta dedicar um momento em que você possa tomar sol, o que é até mesmo necessário. Uma mulher grávida, uma jovem mãe e filho – nesses casos, o cuidado deve ser o dobrado. Pode parecer piegas, mas não há nada que você possa fazer, deixe o sol ser seu melhor amigo, confiável e protetor, e não vice-versa.


Sites parceiros