[the_ad_group id="16403"]
Gestante

Saiba reconhecer 4 sintomas do falso trabalho de parto

Por Redação Doutíssima 10/02/2014

Se você está grávida, é importante saber que é possível a gestante ter sintomas de falso trabalho de parto. Quando completam todo o ciclo da gestação, muitas mulheres começam a sentir contrações aleatórias e sem dor, que acontecem em intervalos mais curtos. Elas logo pensam que é a hora, mas a verdade é que estão passando por uma situação falsa.

 

Acredite, no momento em que você realmente dará à luz, as contrações tornam-se consistentemente mais fortes e longas, e são acompanhadas da dilatação do colo do útero. Para piorar, essa não é a única situação que pode enganar você quanto à hora do parto.

parto

Contrações irregulares em gestantes podem significar alarme falso do organismo. Foto: iStock, Getty Images

Sintomas do falso trabalho de parto

Em primeiro lugar, você não deve se preocupar com sintomas de um alarme falso quanto à hora do parto. As contrações falsas são normais. É um artifício utilizado pelo corpo como preparação para o momento real. Além disso, segundo um estudo publicado em 2009 na Revista Brasileira de Ginecologia e Obstetrícia, a situação falsa cessa após um período.

 

Para compreender e diferenciar sinais e sintomas que diferem o trabalho de parto falso do real, é preciso estar atenta a alguns fatores. Confira abaixo como diferenciar essas situações.

 

1. Local de início

Quando há um falso alarme, em geral as contrações se iniciam no abdômen – e cessam quando você altera a posição.

 

Por outro lado, quando a hora é real, o local de início das dores das contrações varia de mulher para mulher. É possível que elas comecem ao redor da parte inferior das costas, ou então no abdômen. Provavelmente você também sentirá um aperto ou pressão na região pélvica, acompanhada de dores nas coxas.

 

2. Frequência das contrações

Em um trabalho de parto falso, as contrações não obedecem um padrão, isto é, elas são irregulares. É bem diferente do que ocorre quando efetivamente chegou a hora de dar à luz – nesse momento, as contrações ocorrem em intervalos regulares e, normalmente, aumentam com o passar do tempo.

 

3. Mudanças de postura

Se você quer diferenciar as falsas contrações das reais, um bom teste é mudar sua posição. É possível sentar-se, deitar-se ou até mesmo começar a andar. Caso essa alteração faça com que as contrações parem, é um sinal de que se trata de um alarme falso.

 

Quando é a hora da verdade, mudar de postura não adiantará coisa alguma. Inclusive, é possível que você tenha dificuldades para fazer movimentos mais bruscos.

 

4. Intensidade dos sintomas

 

As contrações falsas normalmente são indolores. É o contrário do que ocorre quando é a hora da verdade – aqui, a intensidade da dor aumenta gradualmente com o passar dos minutos e das horas.

 

Hora do parto: quando ir para o hospital?

Se você estiver em dúvida e não souber diferenciar um alarme falso, é importante buscar auxílio médico imediatamente.

 

Além disso, é necessário observar se há algum sangramento vaginal. Esse não é um sintoma de um falso alarme e, por isso, sinal de que há algo errado – pode ser que seu trabalho real comece em breve, ou então que há alguma outra condição que precise de atenção médica imediata.

 

Caso você sinta uma súbita diminuição ou aumento do movimento do bebê, também é importante dirigir-se ao hospital para verificar o que está acontecendo.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]