Fertilidade

Infertilidade masculina pode ser tratada. Veja como!

Por Redação Doutíssima 18/11/2014

São inúmeras doenças que podem causar a infertilidade masculina, sendo mais comuns a uretite, a prostatite e a varicocele. Para estas, existem tratamentos que podem normalizar a quantidade de espermatozoides produzidos e sua movimentação.

Cada homem tem um organismo diferente, que se adapta de formas diversas às doenças, por isso apenas um urologista é capaz de detectar o problema e recomendar o tratamento.

infertilidade-masculina

Doenças e problemas comuns podem deixar o homem infértil. Foto: iStock, Getty Images

Através da cirurgia, também é possível reparar falhas que possam existir no sistema reprodutor masculino. O procedimento pode auxiliar no processo de reprodução e tornar o homem mais fértil.

Além disso, alguns medicamentos que estimulam a produção de hormônios podem melhorar a produção de espermatozoides. Caso não haja sucesso através desses métodos de correção, é possível recorrer à inseminação artificial, que coleta o esperma e o injeta no corpo da mulher.

Detectando a infertilidade masculina

O exame mais comum para detectar a infertilidade masculina é o espermograma, que deve ser feito após uma semana sem atividade sexual. Recomenda-se também repetir o procedimento em intervalos de 15 e 30 dias, para avaliar a quantidade de sêmen, além da forma, concentração e movimentação dos espermatozoides.

O exame pode verificar também se existe alguma inflamação ou problema relacionado ao esperma que esteja causando o problema de fertilidade.

Problemas que causam a infertilidade masculina

Existem diversas causas para a infertilidade masculina. Entre elas, problemas relacionados ao sistema reprodutor masculino, que produz e transporta os espermatozoides, podem reduzir a capacidade de fertilização.

Dentre as causas, estão a varicocele, infecções, exposição a produtos tóxicos e problemas genéticos. Outros motivos podem ser a obstrução dos ductos que carregam o esperma e alterações nos hormônios. Homens que apresentam alteração no sêmen podem não encontrar um motivo para detectar as causas desse problema.

A varicocele acontece quando o homem tem muitas varizes nas veias do escroto. Esse problema faz com que aumente a temperatura na região, que também acaba acumulando substâncias tóxicas. Dessa forma, a produção dos espermatozoides é comprometida, causando sensações de peso e dor na bolsa escrotal.

O processo inflamatório causado pelas infecções nos órgãos reprodutores masculinos pode prejudicar a produção dos espermatozoides. Além disso, são várias as toxinas que comprometem essa produção de modo temporário ou definitivo, como medicamentos utilizados na quimioterapia ou exposição intensa ao calor.

Fatores genéticos também podem ser a causa da infertilidade masculina, causando insuficiência nos testículos.

No entanto, o fato de o homem não poder reproduzir não interfere em sua potência sexual. Como a fertilidade depende dos espermatozoides, que são produzidos por células diferentes das presentes na testosterona, que provoca a potência sexual, o homem pode ser sexualmente ativo e, mesmo assim, ser infértil.

Fatores que contribuem com a infertilidade masculina

A obesidade, o consumo de bebidas alcoólicas, o tabagismo e o uso de drogas e anabolizantes podem prejudicar a fertilidade do homem. Manter uma rotina de hábitos saudáveis, além de auxiliar a prevenir o organismo contra diversas doenças, também evita problemas de infertilidade masculina.

Qualquer um desses fatores pode reduzir a quantidade de espermas e espermatozoides, diminuir a produção de hormônios e alterar a composição do líquido ejaculatório.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros