Estética

Uso do laser fracionado pode deixar sua pele mais jovem

Por Redação Doutíssima 21/11/2014

A medicina estética está sempre trabalhando para que você continue com uma pele linda e jovem, e o aliado da vez é o laser fracionado de CO2.

Atualmente está entre os melhores tratamentos não cirúrgicos, pois age no tecido, causando renovação celular e aumento do colágeno, removendo manchas, suavizando rugas e aumentando a firmeza e aparência da pele. O resultado é uma pele muito mais jovem!

laser-fracionado

Novo tipo de tratamento ajuda as mulheres a manter aparência sadia. Foto: iStock, Getty Images

Para quem serve o laser fracionado

O laser fracionado de CO2 é indicado para pessoas que sofrem de envelhecimento facial, vincos e rugas, estrias, cicatrizes gerais e de acne, machas de sol, flacidez e para clareamento da pele.

A aplicação dos microrraios do laser atinge profundamente as camadas da pele, em pontos microscópicos. As células antigas são renovadas, o aquecimento do laser ainda provoca a produção de colágeno e o resultado é a melhora da aparência da pele.

O tratamento pode ser realizado em qualquer área da pele, podendo variar de intensidade conforme a necessidade e objetivo de resultados para aquela região. Logo após a primeira aplicação, a pele leva dias se recuperando e, logo após, já é possível verificar uma melhora.

Como a aplicação trabalha a renovação da produção do colágeno, a pele segue melhorando de quatro a seis meses, tempo que a remodelação do colágeno leva para completar o seu ciclo.

Cada sessão de aplicação do laser fracionado de CO2 pode durar entre 20 e 40 minutos. O procedimento é feito em consultório com anestesia tópica (passada sobre a pele com antecedência, como uma pomada).

O número de aplicações vai depender da pele do paciente e do resultado que deseja ser atingido. O intervalo entre uma sessão e outra deve ser de no mínimo duas semanas, podendo chegar a seis semanas de espera, no caso de peles sensíveis.

Cuidados e contraindicações do laser fracionado

Como já citado, a aplicação varia de intensa a suave. O tempo de recuperação depende do tipo de pele e do grau da aplicação do laser fracionado de CO2. Na versão mais agressiva do tratamento, para casos de rugas e vincos mais profundos e sinais severos de envelhecimento, o tempo de recuperação completo pode ser de até duas semanas.

Como é um método delicado, deve ser feito apenas por dermatologistas ou cirugiões plásticos. Após a aplicação, o paciente pode apresentar inchaço da pele, que pode levar uns 15 dias para sumir, e vermelhidão, que pode levar até 45 dias para desaparecer.

A pele vai ficar bastante sensível e você não deve se expor ao sol. O protetor solar deve ser aplicado religiosamente de 3 em 3 horas, com fator de proteção mínima de 30.

Por ser um tratamento delicado, não é indicado para todos os tipos de pele, isto deve ser avaliado junto ao dermatologista. O uso do laser fracionado de CO2 é contraindicado para gestantes e pessoas em tratamento de quimioterapia.

Também não é indicado para pessoas com tendência a formação de queloides, ou que sofrem de doenças de fotossensibilidade, como lúpus e vitiligo. Pacientes que fazem uso de medicamentos anticoagulantes e isotretinoína também não devem fazer o tratamento.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros