Saúde Mental

Sintomas de depressão: quando procurar ajuda

Por Redação Doutíssima 30/11/2014

Perda de apetite, sentimento de impotência, expectativa baixa, insônia, melancolia e dificuldades em realizar as tarefas do dia a dia. É possível que, em algum momento da vida, você tenha convivido com alguns destes sentimentos. Saiba que eles podem ser sintomas de depressão.

 

Mas, como identificar se estes sinais são de tristeza ou de uma possível depressão? Em geral, os sintomas de depressão se confundem bastante com um quadro de tristeza, por exemplo. No entanto, tristeza é uma emoção, enquanto que a depressão é uma doença. Além disso, a tristeza pode ser momentânea.

 

Já a depressão necessita de um acompanhamento médico. Por isto, é importante saber identificar os sintomas da doença para procurar ajuda.

sintomas-de-depressão

Conhecimento dos sinais podem antecipar o tratamento. Foto: iStock, Getty Images

A depressão é considerada um transtorno afetivo com evolução clínica que resulta em períodos de humor triste, o que não significa exatamente desânimo, mau humor, estresse e preguiça. A doença pode afetar pessoas de todas as idades e, se não for tratada, pode levar ao suicídio.

 

Por isto, a pessoa que apresenta os sintomas de depressão por mais de duas semanas consecutivas deve buscar ajuda médica.

 

A tristeza, por sua vez, é um estado desconfortável causado pela perda de um parente querido, lembranças de momentos difíceis, fim de relacionamentos, podendo ser uma dor psíquica ou moral, sendo que este sentimento tende a ser passageiro.

 

Durante um período de tristeza, as pessoas conseguem até mesmo se alegrar com situações corriqueiras do dia a dia. Com o tempo, a pessoa consegue voltar à sua rotina normal.

 

Sintomas de depressão interferem na rotina diária

 

Os sintomas de depressão são severos o suficiente para interferir profundamente na rotina. O mais comum é a insônia. Diante de um quadro depressivo, o sono não é reparador e a pessoa pode vir a dormir por longas horas.

 

Em muitos casos, pode acontecer de acordar no meio da noite ou bem antes do que se acostumava acordar e não conseguir dormir mais. Outra característica recorrente da doença é a ocorrência de distúrbios alimentares.

 

É comum a perda de apetite ou o aumento dela durante a depressão, sendo que a perda ou o aumento de peso pode ser na ordem de 5% do peso normal.

 

A pessoa deprimida também sofre de alterações de humor na maior parte do dia, sentimento de melancolia, vazio, sem nenhuma causa aparente, ou, se uma causa é identificada, ela é desproporcional ao estado de humor da pessoa. A depressão ainda costuma causar choro frequente e sem causa que o justifique. No entanto, nem toda pessoa deprimida chora.

 

Raiva também é um dos sintomas de depressão

 

Perder o interesse em atividades e hobbies, ter dificuldades de concentração e se sentir incapaz de relaxar são sintomas da depressão que devem ser observados. A doença ainda costuma gerar um sentimento constante de irritação e raiva de tudo e de todos, além de cansaço excessivo e perda de energia.

 

Outra característica comum em quem sofre de depressão é a culpabilidade. A pessoa costuma sentir que todos os problemas do mundo são por culpa dela, sendo incapaz de ver qualquer lado positivo ou uma solução.

 

É importante lembrar que a depressão pode estar relacionada a uma série de fatores, sendo que um dos mais comuns é o estresse e a opressão. Na presença de alguns destes sintomas, ou na soma deles, busque ajuda médica, pois até os casos mais severos de depressão costumam responder muito bem ao tratamento adequado.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros