Filhos

Tablet para criança: entenda os perigos do uso excessivo

Por Redação Doutíssima 28/02/2015

Provavelmente, você é do tempo em que os mais novos nem sabiam o que era telefone celular, computador e não se via tablet para criança pelas lojas. Então, se ainda não percebeu, está na hora de entender que seus filhos fazem parte de uma outra realidade, bem diferente.

tablet para crianca

Os pais precisam ficar atentos aos conteúdos que os filhos acessam no tablet. Foto: iStock, Getty Images

As crianças de hoje em dia já nascem em meio a esse turbilhão de tecnologias que estão à disposição de quem quiser. Nossa sociedade inova diariamente e o que é novidade hoje, amanhã já está ultrapassado. Sendo assim, é melhor esquecer aquele tempo em que utilizar aparelhos eletrônicos era coisa de adultos somente.

As crianças, atualmente, despertam para a tecnologia, bem como para todas as outras coisas que fazem parte de sua evolução. Ou seja, para elas, tudo faz parte do mundo em que nasceram e, portanto, aprendem desde cedo a operar tudo aquilo em que colocarem suas pequenas mãos.

Tanto é que um dos pedidos mais comuns entre os pequenos nas datas comemorativas é o tablet.

Tablet para criança: como controlar?

Uma das maiores preocupações dos pais quanto à permissão de tablet para criança refere-se ao conteúdo acessado. A partir do momento em que uma criança tem um tablet em suas mãos com acesso à internet, as opções de acesso são ilimitadas.

 

Por isso, o que os pais devem ter, como mais importante, ao tomar a decisão de dar um desses aparelhos aos filhos é: você vai ter que controlar diariamente o que, como e com quem seu filho acessa na internet.

É imperativo que pais e filhos tenham uma relação de cumplicidade, para que esse acompanhamento não seja visto como intromissão por parte da criança. Orientação e conversa aberta são as melhores opções para garantir a segurança do pequeno durante a navegação.

Orientação escolar e tablet para criança

Os pais são responsáveis por acompanhar de perto o que está sendo acessado no tablet para criança. Porém, a escola também tem papel fundamental nesse processo, agindo de forma a organizar o uso dessa tecnologia com os alunos e orientá-los sobre as possibilidades existentes para auxiliar nos estudos.

Já existem várias escolas, tanto no Brasil quanto no exterior, que usam tablet para criança e outros dispositivos como itens integrantes no processo educativo.

Qual a idade certa para liberar o tablet

Desde bem novas, as crianças já têm contato com smartphones, computadores, tablets e outros tantos dispositivos eletrônicos. Naturalmente, vão pedir um desses de presente assim que aprenderem a operá-lo.

Obviamente, sabe-se que não se deve dar aos pequenos tudo aquilo que pedem na hora em que pedem. Então, o que se questiona é qual seria a idade certa para dar um desses dispositivos aos filhos.

 

Pesquisas afirmam que, no caso de smartphones, a idade ideal é aos 13 ou 14 anos, que é quando eles já possuem uma certa maturidade e espírito de responsabilidade.

Já no caso do tablet para criança, esse pode vir um pouco antes, aos nove anos. É nessa idade que a criança faz a transição do pensamento concreto para o abstrato, começando a pensar mais abstratamente e a compreender melhor conceitos e conselhos dos adultos. Nessa fase, já terá completo entendimento do que é um aplicativo, um programa, um vírus, por exemplo.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros