[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

Entenda o que é Alzheimer e como a doença se manifesta

Por Redação Doutíssima 25/03/2015

Você sabe o que é Alzheimer? Essa é uma doença que progressiva e que causa a perda das funções intelectuais de forma irreversível nos idosos. Questões de aprendizado, orientação, dificuldade de fala, de realizar cálculos e tarefas do dia a dia estão entre os principais sintomas.

 

De acordo com o Instituto Alzheimer Brasil, no mundo inteiro, cerca de 35,5 milhões de pessoas sofrem de algum tipo de demência. Segundo o relatório apresentado pela Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2030, esse número poderá chegar a 65,7 milhões de pessoas.

 

O maior responsável por esses números é sem dúvida a Doença de Alzheimer (DA). Um estudo realizado no Brasil, Epidemiologic survey of dementia in a community-dwelling Brazilian population, apontou que, em 2002, 55,1% das pessoas com demência era devido a essa doença.

o que e alzheimer

Alzheimer é uma doença irreversível que afeta as propriedades intelectuais. Foto: iStock, Getty Images

O que é Alzheimer: suas causas

Embora se saiba que a doença atinge um número cada vez maior de pessoas, a ciência ainda não consegue precisar as suas causas. Tudo o que se conhece sobre o que é Alzheimer está intimamente ligado à idade. Quanto mais idosa a pessoa, mais propensa a desenvolver a doença.

Porém existe a predisposição. Se há casos na família, as chances de outros membros desenvolverem a doença de Alzheimer é de duas a três vezes maior.

Saber o que é Alzheimer pode ajudar, baseado nas especulações das possíveis causas, até mesmo evitá-la. Traumas cranianos com perda da consciência durante a vida e inflamações no cérebro podem estar entre as causas da doença, que ainda estão sendo estudadas.

 

Além disso tudo, um estudo da Universidade de Washington  publicado no periódico Neurology, evidenciou que, antes mesmo de serem diagnosticadas com Alzheimer, 90% dos portadores da doença tiveram sintomas comportais e psicológicos semelhantes.

 

Esses sintomas foram quadros de depressão, ansiedade e agitação. 30% dos casos de depressão analisados terminaram com a doença.

 

alzheimer 

O que é Alzheimer: tratamento

Assim como não existe uma causa, a ciência ainda não foi capaz de descobrir a cura do Alzheimer. Porém na fase inicial, é possível estabilizar o funcionamento cognitivo por meio de medicação e retardar os sintomas.

Estudos recentes, feito com ratos, apontaram que é possível recuperar a memória desses animais por meio de exames de ultrassonografia. A pesquisa, publicada na revista Sciencie Translational Medicine é uma luz para portadores da doença.

Segundo os pesquisadores, no cérebro das pessoas com a doença há uma camada de fragmentos de proteínas beta amiloide muito maior que na maioria das pessoas. É essa camada que dificulta a transmissão nervosa entre os neurônios.

Desgastar essa placa ajudou com que alguns ratos recuperassem a memória. Como resultado, em 75% dos animais, as placas sumiram e eles tiveram melhores resultados em testes de reconhecimento de objetos, memória e orientação. Isso tudo porque o o ultrassom estimulou também o sistema nervoso central.

A técnica ainda requer mais pesquisa, porém já deixa a comunidade médica bastante otimista, uma vez que não é invasiva e pode dar novos rumos para o Alzheimer e tratar não apenas o paciente com essa doença, mas outras de tipo neuro degenerativas.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]