[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

Mulheres com diabetes têm maior risco de câncer de mama

Por Redação Doutíssima 07/04/2015

As mulheres com diabetes podem ser um potencial grupo de risco para o aparecimento do câncer de mama, doença que atinge mais de 1,67 milhões de mulheres em todo o mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

 

É o que indica uma pesquisa recentemente divulgada, segundo a qual as mulheres com diabetes têm um risco maior de serem detectadas com câncer de mama em estágios já avançados, se comparadas com as que não possuem aquela doença. Por isso, prevenir a diabetes é essencial para o sexo feminino.

mulheres com diabetes

Diabéticas podem ser um grupo de risco para o aparecimento do câncer de mama. Foto: iStock, Getty Images

Mulheres com diabetes e risco de câncer de mama

De acordo com o estudo, realizado pelo Institute for Clinical Evaluative Sciences (ICES), em parceria com o Hospital Universitário Feminino em Toronto, no Canadá, a diabetes está associada à detecção do câncer de mama em estágios mais avançados da doença.

De acordo com a Dra. Lorraina Lipscombe, uma das responsáveis pelo estudo, os resultados sugerem que as mulheres com diabetes podem ter predisposição a estágios mais avançados desse tipo de câncer. O que pode ser um fator que contribua para a maior mortalidade em razão disso.

Para chegar aos resultados, que foram publicados na revista Brest Cancer Research and Treatment, foram analisadas mais de 38 mil mulheres diagnosticadas com câncer de mama entre 2007 e 2012. Dentre elas, 6.115 tinham diabetes.

Após o levantamento dos dados, foi confirmada uma forte ligação entre a diabetes e o diagnóstico em estágios mais avançados do câncer de mama.

Se comparadas as chances de diagnóstico relativamente ao estágio I da doença, as mulheres com diabetes revelaram ter 14% mais chances de descobrir o câncer de mama em estágio II, 21% mais chances de descobrirem a doença em estágio III, e 16% mais chances de diagnosticá-la apenas em seu estágio IV.

As estatísticas demonstraram, ainda, que as chances de sobrevivência por até cinco anos de mulheres com câncer de mama é 15% menor para aquelas que também possuem diabetes do que para aquelas que não têm essa última doença.

Mulheres com diabetes também apresentaram um maior risco de metástases linfáticas (disseminação do câncer) e tumores maiores do que as mulheres sem diabetes. Lipscombe também afirma que o risco do câncer em estágio avançado foi maior em mulheres mais jovens e também nas que tinham diabetes há mais tempo.

Embora a associação entre as duas doenças tenha ficado bastante clara, os cientistas não souberam explicar, todavia, qual a relação de causa e efeito entre a diabetes e o câncer de mama.

Mulheres com diabetes devem focar na prevenção

Não é possível evitar a diabetes tipo 1, já que cientistas acreditam que ela está relacionada com os genes. A diabetes tipo dois, porém, é a mais comum manifestação da doença e pode ser prevenida com alimentação saudável, prática de exercícios físicos e a ingestão de bastante água.

É preciso, ainda, diminuir a ingestão de carboidratos simples, além de doces, frituras e chocolate. Fazer exames periódicos também é uma boa forma de saber como está a sua saúde e também de prevenir tanto a diabetes quanto o câncer de mama.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]