Especialidades

Tamanhos de camisinha: saiba como escolher o preservativo certo

Por Redação Doutíssima 05/08/2015

Na hora do sexo, os tamanhos de camisinha fazem toda a diferença. Para que o momento seja seguro e livre de contaminações por doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), o preservativo masculino é indispensável. Quando escolhe errado o comprimento e diâmetro do acessório, o homem pode ficar desconfortável e comprometer a relação sexual.

 

Existem diferentes modelos e tamanhos de camisinha. Eles se moldam de acordo com o pênis, podendo ser mais largos ou compridos. Quando pequeno, o preservativo pode se romper. Caso seja grande, pode sair facilmente durante a penetração. Por isso, é importante saber como escolher o modelo ideal para você.

tamanhos de camisinha

O tamanho errado da camisinha pode comprometer a segurança da relação sexual. Foto: iStock, Getty Images

 

Conheça os diferentes tamanhos de camisinha

Fazer escolhas aleatórias de preservativo, sem levar em conta os tamanhos de camisinha, pode ocasionar uma experiência nada satisfatória. Nas embalagens, é comum encontrar especificações que classificam apenas como pequena ou grande. No entanto, há muito mais características que as distinguem. Conheça algumas.

 

1. Por tamanho grande e pequeno

 

Geralmente os tamanhos convencionais se dividem por “grande” ou “pequeno” e dizem respeito à largura, não ao comprimento. As camisinhas comuns têm um tamanho único, que se adapta ao pênis. O diâmetro mais vendido é 52mm, seguido do extra de 55mm e o teen, de 49mm.

 

2. Por comprimento

 

Em média, a variação dos preservativos é de 10 a 18 centímetros de comprimento. Quando é escolhido um tamanho errado, a proteção pode ser comprometida. Se seu pênis for maior ou menor, busque um produto que se adeque a ele.

 

3. Por sensibilidade

 

Existem diferentes espessuras do material para garantir a melhor sensibilidade. Os modelos “sensitive” são ideais para os homens que precisam sentir com maior intensidade a penetração, por isso são mais finas.

 

4. Por material

 

O material mais comum, nos diferentes tamanhos de camisinha, é o látex. Porém, algumas pessoas são alérgicas, mas nem por isso precisam deixar de se proteger. Existem opções do preservativo feitas com pele de cordeiro, poliuretano e tactylon.

 

Teste sempre os tamanhos de camisinha antes da relação sexual. Descubra o modelo que mais se adapta ao seu pênis. Comece pelo convencional, mas se não der certo, mude para outro maior ou menor. Tenha à disposição sempre mais de um preservativo.

 

Tamanhos de camisinha e proteção contra DSTs

De acordo com o Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais, regulado pelo Ministério da Saúde, usar camisinha é a forma mais eficiente de prevenir as DSTs e casos de gravidez indesejada.

 

O preservativo não deve ser usado exclusivamente por pessoas que foram infectadas pelo vírus HIV, mas em qualquer ato sexual, com qualquer pessoa. Na rede pública de saúde, é possível adquiri-lo gratuitamente desde 1994.

 

Na hora de escolher seu tamanho, é fundamental prestar atenção, pois eles podem prejudicar a proteção. Quando são grandes ou pequenos demais, podem estourar ou provocar um vazamento do sêmen e secreções, que acabam transmitindo os agentes que prejudicam a saúde.

 

Identifique o modelo mais adequado ao seu tamanho e utilize sempre o preservativo que fique bem ajustado ao pênis.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros