[the_ad_group id="16403"]
Exercícios

Anabolizantes naturais: entenda o que são e o que fazem

Por Redação Doutíssima 17/08/2015

Sabia que existem anabolizantes naturais? Alguns alimentos são capazes de potencializar o crescimento celular e das fibras do organismo. Inclui-los na dieta faz uma grande diferença para quem malha intensamente e até pode ajudar na vida sexual.

Anabolizantes naturais e sintéticos

Vanessa Lobato é nutricionista clínica e esportiva especializada em fisiologia do exercício e ensina que anabolismo é o nome dado para o processo de crescimento celular. Seu oposto é a quebra, chamado de catabolismo.

anabolizantes naturais

Alimentos como o espinafre são anabolizantes naturais e ajudam a ganhar massa muscular. Foto: Shutterstock

Os anabolizantes facilmente relacionados a figuras musculosas são esteróides sintéticos que ajudam nesse crescimento celular e, como resultado, geram aumento muscular. Esses costumam ser vendidos em lojas de produtos para quem treina.

Já os anabolizantes naturais são substâncias produzidas pelo próprio corpo ou pela natureza que têm o mesmo efeito, porém sem exagero e de forma saudável. “Todo alimento que gera energia induz ao anabolismo”, complementa a nutricionista.

A versão sintética, também chamada de esteróides, imita o hormônio testosterona e adiciona uma carga desse no corpo.

O organismo coloca ele para funcionar como se fosse o produzido internamente: aumenta a massa muscular e controla a gordura. Também potencializa o crescimento e a quantidade de pêlos no corpo, e engrossa a voz, uma vez que é a principal substância no desenvolvimento das características típicas masculinas.

Mas alguns alimentos estimulam a produção natural de alguns hormônios mais do que outros, inclusive o da testosterona. “Eles contém substâncias semelhantes”, diz a nutricionista.

Anabolizantes naturais: conheça os alimentos

Vanessa lista alguns alimentos que podem ser incluídos na dieta e que são anabolizantes naturais.

1. Aveia

anabolizantes naturais

Foto: Shutterstock

Desse alimento é retirado um extrato, o “avena sativa”, que contém elevados níveis de saponinas. Elas são substâncias que estimulam, de modo natural, a produção de testosterona.

2. Espinafre

anabolizantes naturais

Foto: Shutterstock

Contém fitoecdisteróides que agem de forma semelhante aos esteróides na corrente sanguínea.

3. Quinoa

anabolizantes naturais

Foto: Shutterstock

É semelhante a aveia e também contém saponinas.

4. Aipo

anabolizantes naturais

Foto: Shutterstock

Tem a capacidade de estimular a liberação de testosterona.

A nutricionista afirma que quando vindo dos alimentos e em conjunto com uma dieta equilibrada, não há problema com o consumo dos anabolizantes naturais. “Eles ajudam a melhorar o perfil hormonal.”

Ela informa que para quem treina, incluir esses alimentos na dieta ajuda muito. Mas ainda há benefícios para quem não quer ficar forte e musculoso. Com a testosterona em dia, a libido ganha força.

Cuidados com o consumo de anabolizantes

Os anabolizantes fabricados pela indústria não induzem a produção de testosterona, diz a especialista. Eles já liberam a substância pronta no organismo bloqueando a produção natural e levando a um excesso na corrente sanguínea.

“Os resultados disso são excesso de pelos, oleosidade na pele, acne e outros. Por ter mais hormônio no sangue, a respostas muscular é superior”, explica Vanessa, justificando a procura por esse tipo de produto. Mas ela enfatiza: os efeitos negativos sempre aparecem.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]