Especialidades

Confira dicas e cuidados para evitar problemas ginecológicos

Por Redação Doutíssima 25/08/2015

O uso frequente de roupas apertadas ou justas pode prejudicar muito a saúde da mulher. Os corrimentos estão entre os principais problemas ginecológicos causados por peças de roupa que, além de tudo, podem ser desconfortáveis. Mas são complicações que podem ser evitadas com alguns hábitos bem simples a serem adotados no dia a dia.

 

“As roupas justas e apertadas favorecem o surgimento de complicações na região íntima feminina porque abafam e dificultam a ventilação”, explica o ginecologista Paulo César Giraldo, coordenador do Guia da Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo). 

problemas ginecologicos

A candidíase, a tricomoníase e a vaginose são doenças que podem afetar as mulheres. Foto: iStock, Getty Images

 

Principais problemas ginecológicos: corrimentos

O corrimento pode aparecer em diferentes formas, como mostra o também ginecologista Domingos Mantelli. E cada um dos tipos exige um tratamento específico.

“Toda vez que a mulher notar algo errado em seu corpo, a orientação é de que busque atendimento médico o mais rápido possível. Assim o diagnóstico correto será feito”, comenta Mantelli.

Dentre os problemas ginecológicos que se apresentam como corrimentos, Mantelli destaca a candidíase, a vaginose e a tricomoníase. Cada um se manifesta de uma forma. Entenda:

1. Candidíase

A causa dessa complicação é o fungo do gênero cândida. Trata-se de um micro-organismo que pode ser transmitido, inclusive, durante as relações sexuais. Os sintomas da presença desse fungo são: coceira e dor na vagina, dores para urinar, dor durante relação sexual e corrimento branco com cheiro cítrico, com leite talhado.

“O tratamento acontece com antifúngicos que podem ser administrados por via oral ou em forma de creme vaginal durante uma semana”, afirma o médico.

2. Tricomoníase

Essa é uma doença provocada pelo parasita trichomonas vaginalise, também transmitido sexualmente. De acordo com Mantelli, os sintomas dessa doença são inflamação na vagina juntamente com um corrimento de cor amarelo-esverdeada e com odor desagradável. 

 

A tricomoníase está entre os problemas ginecológicos mais graves porque, se não tratada, pode causar infertilidade e câncer de colo de útero. Seu tratamento se dá com medicamentos orais bem específicos.

3. Vaginose bacteriana

Essa é causada pela bactéria gardnerella vaginalis e se caracteriza por um corrimento branco-acinzentado ou amarelo. O cheiro de peixe podre é o sintoma mais característico desse tipo de corrimento que pode ser potencializado durante a menstruação ou no ato sexual. Para tratar, o médico também vai indicar cremes vaginais ou medicamentos orais específicos.

Como prevenir problemas ginecológicos

Para evitar esses problemas ginecológicos, você só precisa tomar alguns cuidados diários. Confira as dicas de Mantelli e tenha a certeza de que está cuidando de sua saúde.

 

1. Calças

problemas ginecologicos

Calças apertadas devem ser evitadas, pois não permitem a ventilação da região íntima. Foto: Shutterstock

Abra mão da calças muito apertadas e dê preferência às roupas leves que permitem ventilação na região íntima, a exemplo de saias e vestidos.

2. Calcinhas

problemas ginecologicos

Para preservar a saúde da região íntima, as calcinhas de algodão são uma alternativa. Foto: Shutterstock

No dia a dia, use calcinhas de algodão, é o tecido mais adequado para garantir a ventilação.

Jamais deixe calcinhas secarem no banheiro, isso favorece a contaminação por fungos. Lave-as com sabão neutro e deixe secar ao sol, ao ar livre.

3. Higiene

problemas ginecologicos

Uma forma de evitar problemas na região íntima é manter uma rotina diária de higiene. Foto: Shutterstock

A higiene de sua região íntima é item fundamental para garantir a saúde. Mantenha os pelos pubianos sempre aparados, isso facilita a higienização. Faça a higiene correta após evacuar (sempre da frente para trás para evitar a contaminação vaginal), urinar e ter relação sexual.

Além disso, quando estiver menstruada, troque o absorvente a cada quatro horas.

5. Sabonete íntimo

problemas ginecologicos

O uso diário de sabonete para a região íntima deve ser recomendado por um profissional. Foto: Shutterstock

Converse com seu ginecologista para saber o tipo de sabonete íntimo mais adequado para você.

6. Papel higiênico

problemas ginecologicos

Para evitar irritação na região íntima, o papel higiênico deve ser usado corretamente. Foto: Shutterstock

Seja delicada ao usar papel higiênico, o uso inadequado pode provocar irritação no local

7. Toalha

problemas ginecologicos

As toalhas que são usadas para secar a região íntima não devem ser compartilhadas. Foto: Shutterstock

Após o banho, use uma toalha higiênica para secar sua região íntima. Além disso, nunca compartilhe peças íntimas, sabonete e toalha.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros