Primeiros Socorros

Dia Nacional do Trânsito: conheça as principais causas de acidentes

Por Redação Doutíssima 25/09/2015

O Dia Nacional do Trânsito, comemorado anualmente em 25 de setembro, lembra a todos os motoristas sobre a importância de atenção e respeito no trânsito. Evitar acidentes é possível com algumas medidas de cautela e a conscientização de que dirigir de maneira perigosa coloca vidas em risco.

 

A data é tão importante que os órgãos responsáveis pela regulamentação de trânsito em cada Estado costumam programar ações que vão além do dia 25. A Semana Nacional do Trânsito explora melhor as atividades de conscientização e da prevenção de acidentes.

acidentes

Alguns cuidados e atenção na hora de dirigir ajudam a diminuir os problemas no trânsito. Foto: iStock, Getty Images

 

Conscientização para a prevenção

Segundo o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a Semana Nacional do Trânsito de 2015 propõe ações para contribuir com um evento maior, a Década Mundial de Ações para Segurança no Trânsito. A programação visa diminuir o número alarmante de vidas perdidas em acidentes de trânsito.

As ações de conscientização visam atingir todos os envolvidos no tráfego das ruas: pedestres, ciclistas, passageiros e condutores. A redução de acidentes depende de uma mudança de atitude de todos para que as vias se tornem mais seguras.

O Denatran ressalta que qualquer pessoa envolvida no trânsito precisa ser tratada e ter a consciência de que suas ações podem decidir o destino de diversos indivíduos. A consequência das escolhas tomadas no trânsito pode ser fatal.

Segundo o Departamento de Informática do SUS (Datasus), do Ministério da Saúde, o número de mortes no trânsito caiu 10% em 2013 em relação ao ano anterior. A queda é uma interrupção do crescimento dos três anos anteriores. Uma das atribuições da diminuição de casos fatais é a aplicação da Lei Seca.

Um total de 40.451 pessoas perderam a vida no trânsito em 2013. Além dessas, foram registrados mais de 170 mil feridos por acidentes no mesmo ano. Outra informação importante é que, do total, 29% dos envolvidos em problemas no tráfego eram motociclistas.

Principais causas dos acidentes

Basta observar o trânsito no dia a dia e as páginas dos jornais para se ter uma ideia das principais causas de problemas no trânsito. A imprudência parece fazer parte da rotina dos condutores.

Não respeitar a sinalização, excesso de velocidade, distração, uso de substâncias que alteram a capacidade de dirigir (como bebidas alcoólicas, medicamentos e drogas), ultrapassagem em local proibido, falta de atenção e o desrespeito as mais variadas leis de trânsito causam acidentes todos os dias.

Além de respeitar todas as regras e as leis de trânsito, algumas outras atitudes podem contribuir com a diminuição das fatalidades. Estar totalmente atento ao tráfego é um hábito de direção defensiva capaz de reduzir as chances de problemas.

Já pensou em meditar? Essa técnica de relaxamento mental ajuda a manter o foco nas atividades do cotidiano enquanto elas estão sendo desempenhadas. Um estudo da Universidade de Washington concluiu que quem praticava duas horas de meditação por semana consegue ficar mais alerta e focado no que está fazendo em qualquer momento do dia.

Outro hábito que pode melhorar a qualidade do trânsito é deixar o celular no porta-luvas e no silencioso. Esse aparelho portátil é cheio de alertas que distraem os motoristas e ele jamais deve ser usado enquanto se está dirigindo.

A última dica é simples: dirigir mais. A sabedoria popular diz que a prática leva à perfeição e treinar suas habilidades como condutor pode melhorar cada vez mais o desempenho. Tente fazer isso em locais com trânsito mais livre e situações menos estressantes. Evite engarrafamentos.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros