Tomar decisões difíceis, estar sob pressão no trabalho, não conseguir relaxar e, principalmente, preocupar-se em demasia são fatores que podem prejudicar a saúde. É provável que você não saiba como combater a ansiedade se sofre com tais problemas. Entretanto, hábitos simples podem mudar a maneira com que você lida com dificuldades.

Veja quais as consequências em ser ansioso e como driblar a inquietação.

como-combater-a-ansiedade-doutissima-istock-getty-images
Adoção de hábitos simples para enfrentar dificuldades ajuda a diminuir a ansiedade. Foto: iStock, Getty Images

 

Estresse afeta coração e o cérebro

Especialistas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) e da Fundação Mineira de Educação e Cultura (Fumec), realizaram uma revisão bibliográfica de estudos já existentes sobre a influência dos fatores emocionais na pressão arterial.

Durante a pesquisa, foram observados os efeitos de sensações como a ansiedade, a felicidade e a raiva em pacientes que sofriam da chamada pressão arterial limítrofe, a de valor máxima. Os resultados apontaram que, a partir das relações estudadas, os três estados emocionais elevavam a pressão arterial dos pacientes.

Além disso, o estudo também encontrou relação entre as situações de ansiedade, onde o cérebro prepara o corpo inteiro para uma ação imediata, o qual responde elevando a pressão arterial, a frequência cardíaca e a respiração. Nesse caso, foi constatado que há ligação entre o sistema cardiovascular e as emoções.

Ainda, o fator financeiro é um dos grandes vilões para quem tenta combater a ansiedade. Durante uma pesquisa realizada por órgãos de defesa do consumidor em cinco países, incluindo o Brasil, foi apontado que os brasileiros apresentam mais sintomas de doenças originárias de problemas econômicos quando comparados aos europeus.

A Proteste Associação de Consumidores afirma também no relatório que um em cada três brasileiros endividados apresentam quadros de ansiedade, além de dores de cabeça, insônia e irritabilidade.

Como combater a ansiedade com hábitos simples

Geralmente, quem está ansioso está com as expectativas lá em cima. Tenha a consciência de que não é possível prever o que irá acontecer ou muito menos ter a garantia que tudo sairá conforme seus planos. Saiba lidar com imprevistos, pois sua ansiedade não pode mudar o resultado dos fatos.

Se está cheio de incertezas que não o deixam em paz, procure amigos e família para falar sobre o que causa agonia. Além disso, quando a inquietação começa a afetar outros pontos de sua vida, como relacionamentos e trabalho, talvez seja a hora de procurar um profissional da saúde.

A ansiedade pode causar insônia. Logo, um dos passos para combater tal sentimento é não levar os problemas para a cama. Procure anotar o que preocupa você, as tarefas que deve realizar e como vai realizar. Planeje suas ações e deixe a hora de dormir para realmente descansar.

Quando se está ansioso, é normal ver as situações de forma pessimista, como se tudo fosse dar errado. Na verdade, a dica é não generalizar e analisar cada momento com cuidado, com paciência. Assim, você pode aumentar a autoconfiança e ficar mais preparado para enfrentar aqueles desafios tão temidos.

Invista também na atividade física diária. A endorfina liberada pelo cérebro durante os exercícios contribui para a sensação de bem-estar, além de garantir uma noite de sono de mais qualidade.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre como combater a ansiedade? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


DEIXE UMA RESPOSTA