Qualidade de vida

Vida plena: conheça o lado positivo da terceira idade

Por Redação Doutíssima 27/09/2015

Não é à toa que a terceira idade é conhecida como a melhor. No dia 27 de setembro, é comemorado o Dia do Idoso, aquele que ainda aproveita a vida plena com sabedoria e experiência de anos.

 

No Brasil, é considerada idosa a pessoa com mais de 65 anos. Mas para muitas pessoas, a terceira idade representa aquele momento em que trabalhar não faz mais parte da rotina e o tempo é dedicado para outros afazeres.

vida plena

Para aproveitar o avançar da idade com alegria, é preciso manter a mente e o corpo ativos. Foto: iStock, Getty Images

Segundo uma projeção do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2016 os idosos representarão 8,17% da população total do país. E o número vai crescer: em 2030, 13,44% dos brasileiros terão mais de 65 anos.

Um dado curioso é que o número de mulheres brasileiras que chegam à terceira idade é maior do que o de homens. Acima dos 90 anos, elas representam 0,16% da população, enquanto eles são apenas 0,08%.

Vida plena na terceira idade

Chegar aos 65 anos com saúde física e mental é a melhor garantia de vida plena. Com o passar dos anos, tudo vai ficando mais frágil, mas é possível aproveitar ao máximo o que a melhor idade tem a oferecer.

Há quem ache que não apenas na terceira idade, mas em outras fases da vida, que se está muito velho para aprender ou tentar algo novo. Esse pensamento deve ser extinguido da mentalidade quanto mais cedo possível.

Nunca é tarde para fazer aquilo que deseja. Enquanto a saúde permitir, é possível se aventurar por qualquer coisa nova que o mundo oferecer. Há quem diga que a velhice é um estado mental, então não se permita estagnar nesse tipo de limitação.

Não faltam exemplos de inícios tardios. Fauja Singh ficou famoso em 2013 por correr uma maratona realizada em Hong Kong aos 101 anos de idade. O indiano começou a praticar a atividade de corrida e treinar para provas aos 89 anos, quando já era bisavô.

Como aproveitar a melhor idade

Um dos melhores aspectos de uma idade avançada é a experiência e o conhecimento de vida. Muitos dos aprendizados difíceis que a vida impõe já passaram e as experiências já foram superadas.

Quem passou a vida toda trabalhando e guardando dinheiro, essa é a hora de aproveitar os frutos desse esforço. A partir do momento que não há mais dependentes que necessitam de cuidados constantes e de que já não há mais horário para bater o cartão ponto, chega a liberdade.

Ela pode assustar até, mas aos poucos todos aprendem a tirar proveito dela. Clubes, viagens, eventos sociais, trabalho voluntário, atividades manuais, estudos e muitas outras coisas começam a preencher os dias de quem tem poucas obrigações.

A fórmula é simples: escolher uma atividade prazerosa e dedicar-se a ela. Manter-se ativo é fundamental para não deixar a mente e o corpo se renderem ao tempo.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros