Filhos

Veja dicas para lidar com uma criança mimada e evitar dramas

Por Redação Doutíssima 30/11/2015

Quando você imagina uma criança mimada provavelmente pensa em um pequeno ser com uma casa cheia de brinquedos extravagantes. Acontece que especialistas dizem que isso está mais ligado à disciplina da criança e seus comportamentos.

 

Normalmente, um pequeno com excesso de mimo pode ser exigente, egocêntrico e irracional, e muitas vezes isso se torna um desafio e tanto para os pais.

crianca-mimada-doutissima-istock-getty-images

Criança mimada pelos pais pode se tornar exigente, egocêntrica e irracional. Foto: iStock, Getty Images

 

Efeitos a longo prazo de uma criança mimada

Uma pesquisa recente liderada pelo psicólogo Dan Kindlon, professor da Harvard School of Public Health, mostrou que 88% dos pais consideram seus filhos pelo menos um pouco mimados. Isso ocorre porque é normal para a maioria deles querer o melhor para as crianças e evitar confrontos, criando um contexto mais permissivo e aceitando certos comportamentos.

 

Para driblar essa estatística é preciso pensar a longo prazo. As crianças que são mimadas podem se tornar excessivamente dependentes dos pais e ter dificuldades de encontrar a felicidade quando adultos. Pesquisadores da Concordia University, dos Estados Unidos, descobriram que jovens adultos em idade universitária que foram muito mimados quando crianças tendem a acreditar que são infelizes.

 

Quando os pequenos são superprotegidos muitas vezes não aprendem comportamentos responsáveis. Não é raro que tenham dificuldades para compreender limites como adultos e acabem desenvolvendo problemas com gastos, jogos de azar, excesso de comida e bebida. Além disso, é possível que eles se tornem desmotivados, preguiçosos ou irritados.

 

Além disso, um estudo publicado na revista Pediatrics sugere que crianças mimadas podem ser insensíveis às necessidades dos outros, bem como mais propensas a birras. Elas também têm dificuldade para sentimentos de gratificação, tornando-se mais solitárias.

 

Como evitar o excesso de mimo com o seu filho

A grande dúvida de muitos papais é sobre por onde começar. Confira abaixo alguns passos que você pode tomar para recuperar o controle da situação.

 

– Comprometimento

 

Comprometa-se a parar de mimar seus filhos em excesso. Os pais que levam isso a sério conseguem ver melhorias rápidas no comportamento das crianças. Pense que uma criança mimada de 10 anos de idade não irá precisar de mais 10 anos para reverter essa característica – elas são inteligentes e conseguem mudar o comportamento rapidamente.

 

– Não ameace. Instrua

 

Diga à criança que determinado comportamento deve parar e explique as consequências do não cumprimento, executando a “pena” quando necessário. Em outras palavras, seja claro e conciso. É desnecessário gritar.

 

– Evite a superproteção

 

Se ele está sempre atrasado para a escola o melhor a fazer é parar de dar desculpas à professora e deixar a criança sofrer as consequências desse comportamento. Parece simples, mas a maioria dos pais são rápidos para assumir a culpa pelo atraso. Pais que repetidamente protegem seus filhos acabam frustrando o crescimento de caráter deles.

 

– Reflita

 

Pergunte-se se a criança tem coisas em excesso. Muitos pais agradam seus filhos com presentes e não deixam espaço para que eles batalhem para conseguir as coisas por conta própria. Isso os priva de importantes lições de vida, como ter algo especial ou um sentimento de gratidão. Além disso, as crianças que não precisam esperar muitas vezes acabam não aprendendo a ter paciência.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre criança mimada? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros