[the_ad_group id="16401"]
Filhos > Gravidez e Filhos

Estratégias ajudam a acalmar o choro de bebê: veja dicas

Por Redação Fortíssima 08/01/2016

Os recém-nascidos podem chorar por vários motivos, mas nem sempre é algo duradouro e grave. Por outro lado, se você não consegue controlar o choro de bebê, é preciso ter atenção e verificar a raiz do problema. Geralmente, algumas dicas simples ajudam a aumentar o bem-estar da criança – em outras é preciso recorrer a um médico.

choro de bebê-doutissima-shutterstock

O choro de bebê pode assustar, mas nem sempre é motivo para preocupação. Foto: Shutterstock

Estratégias para acalmar o choro de bebê

É possível que os pais se incomodem com o choro dos bebês. Afinal, nada pior do que ver o seu filho com algum problema e não saber exatamente como ajudar. Antes de entrar em desespero, confira alguma dicas que podem ajudar.

  • Dê algo para que ele chupe

Dar um bico às crianças é uma boa estratégia. A sucção muitas vezes consegue estabilizar os batimentos cardíacos da criança e relaxar o estômago, por exemplo, o que permite que o bebê se sinta melhor.

  • Busque oferecer conforto

os bebês costumam gostar de sentir o mesmo conforto que sentiam quando estavam dentro do útero da mamãe. Ou seja, um local quente e seguro. Por isso, é uma boa ideia pegar um cobertor e enrolá-lo. Depois, é só permitir que ele fique junto ao peito para recriar essa sensação.

  • Toque música

Coloque uma música para tocar ou mesmo cante alguma canção calma, que transmita uma boa sensação e até ajude a criar o ambiente certo para alguns momentos de sono.

  • Ofereça ar fresco

Para muitos bebês, tomar um pouco de ar fresco já é o bastante para que a calmaria se aproxime. E você não precisa ir para a rua com eles, basta abrir uma janela ou uma porta para que uma brisa corra no ambiente.

  • Faça massagem

Se ele estiver com desconforto, a massagem pode ser uma boa alternativa. Não se trata de movimentos profissionais, mas sim de toques leves e cuidadosos, que ajudam a aliviar a tensão.

Deixar o bebê chorar é prejudicial à saúde?

Muitas das estratégias para acalmar choro de bebê envolvem deixar que ele fique por certo tempo chorando. Mas será que isso é prejudicial aos pequenos? A verdade é que ainda não existe uma definição clara sobre o assunto.

De acordo com Penelope Leach, especialista no assunto, deixar as crianças chorando durante a noite é capaz de aumentar os níveis de cortisol, substância que em excesso pode ser tóxica para o desenvolvimento do cérebro.

Pelo menos é o que ela afirma no livro The Essencial First Year – What Babies Need Parents to Know (Primeiro ano essencial – o que os bebês precisam que seus pais saibam, em tradução livre). Para chegar a essa conclusão a autora fez testes de saliva em crianças.

Esses exames mostram que há um aumento significativo no hormônio cortisol quando pais ou cuidadores deixam os pequenos chorando. Em contrapartida, pesquisadores da Universidade de Melbourne, na Austrália, concluíram que essa prática não traz efeitos colaterais a longo prazo. As conclusões foram publicadas na revista Pediatrics.

Foram analisados 326 bebês, dos sete meses aos cinco anos de idade, submetidos a intervenções de sono. Os resultados apontam que eles não tiveram problemas quando considerado o período total de análise.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]