Sem categoria

Marcos Mion fala sobre como é ser pai de menina em novo livro

Por Debora Stevaux 12/09/2018

Apresentador, ator, dublador, empresário, sócio de uma grife ao lado da esposa,  Suzana Gullo. Além de tudo isso, Marcos Mion, de 39 anos, acrescenta também ao seu currículo a profissão de escritor, mas não sobre qualquer tema: o paulistano lançou recentemente seu segundo livro sobre paternidade. A primeira vez que Marcos fez questão de colocar no papel suas ideias foi sobre a experiência de ser pai de um garoto autista, Romeo, de 13 anos, em “A Escova de Dentes Azul”, lançado em novembro de 2016.

Marcos Mion, que já escreveu um livro sobre a experiência de ser pai de um garoto autista, se lança numa nova empreitada sobre a paternidade. (Foto: Reprodução/Instagram)

Agora é a vez dele contar um pouco da sua experiência como pai de Donatella, de 9 anos, no livro “Pai de menina: Para ler ao lado de sua filha e construir uma relação para a vida toda”. O objetivo é criar um movimento para aproximar os pais de suas filhas. Conforme o próprio título sugere, além da experiência própria, o título reúne propostas de atividades para estreitar ainda mais esse vínculo. Marcos também é pai de Stefano, o caçula de 8 anos de idade.

Como o esporte pode ajudar no tratamento e na inclusão de crianças com autismo

Em entrevista ao site da Crescer, Mion conta um pouco de como surgiu a ideia. “Sempre falei sobre a convivência com todos os meus filhos nas redes sociais, mas fiz um post sobre a minha relação com a Doninha que viralizou, em agosto de 2016. Era sobre o hábito que tenho de separar um dia da semana para fazer um programa exclusivo com ela, em que a trato com todo o amor do mundo. Sempre tive a consciência de que, assim, mostraria o que ela deve esperar de um homem, para que, quando cresça, não aceite nada menos do que respeito, carinho, cuidado e atenção. Achava esse tipo de atitude comum, até que comecei a receber mensagens de amigas sobre como esses posts estavam mudando a relação de seus maridos com as filhas. Então, o livro veio de uma vontade de criar um movimento com os pais dessa nova geração, Porque não têm problema de assumir a sensibilidade, e querem ser mais presentes na vida de suas filhas”, conta.

Como as tarefas domésticas podem ajudar na educação dos filhos

Ainda na mesma entrevista, ele explica um pouquinho de como são suas demonstrações de afeto para sua filha. “Sempre acordo a Doninha primeiro, do mesmo jeito e com a mesma música, o que demora uns três ou quatro minutos de chamego. Sei que, sempre que ouvir essa canção, ela vai se lembrar da conexão que a gente tem, e espero que isso dê forças para ela enfrentar o que quer que seja. Por meio dos rituais, acredito que ajudo a criar uma memória afetiva que a minha filha vai levar para o resto da vida. São lembranças que serão valiosas nos momentos em que ela precisar de conforto”, relata.

O livro pode ser encontrado na internet pelo preço mínimo de R$29,90.*

*Preços pesquisados em agosto de 2018.

Como escolher a melhor escola de educação infantil

 


Sites parceiros