Beleza > Pele

Especialista dá dicas de como cuidar da pele e do corpo no verão

Por Francine Costanti 25/02/2019

Nossa pele precisa de cuidado especial durante o verão, já que ela é diretamente atingida pelo sol forte e calor intenso. Rosto e corpo merecem atenção redobrada para evitar micoses, aparecimento de manchas, rugas e outros problemas mais graves, como queimaduras e câncer de pele.

A boa notícia é que, com mudanças simples na sua rotina, fica muito fácil curtir uma praia com precaução e, acima de tudo, saúde. O dermatologista Guilherme Kenji Ito citou alguns cuidados básicos para que a nossa pele e corpo se mantenham saudáveis em contato com o sol escaldante típico desta época do ano.

Hidratação

É importante manter a pele hidratada com muita água, sucos e cosméticos especializados.”A pele é o maior órgão do corpo humano. Ela tem inúmeras funções, como nos proteger contra agressões do meio externo. Mas, para ser eficiente nisso, precisa estar íntegra e hidratada. A hidratação pode ser feita pelo uso de hidratantes ou emolientes e aumento da ingestão de líquidos como sucos naturais e água”, explica.

Filtro solar

Usar filtro solar é um dos principais cuidados com a pele no verão. Foto: Istock

O filtro solar é um dos itens obrigatórios até mesmo em outras épocas do ano. “Como dermatologista, recomendo o uso de filtro solar todos os dias. Mesmo nos nublados e chuvosos, há transmissão de radiação nociva à pele. Existem basicamente dois tipos de protetores: os físicos e os químicos. Os físicos formam uma barreira que não deixa a radiação chegar à pele. Já os químicos possuem substâncias que diminuem a oxidação e o dano celular”, explica Guilherme.   

Uso do protetor solar infatil reduz em 40% o risco de câncer de pele na idade adulta

Cuidados com os cabelos

Sabe aquela escova progressiva que você faz para garantir o liso dos cabelos? Esqueça! A prática é extremamente prejudicial para a saúde dos cabelos e o dermatologista explica o motivo: “É de fundamental importância manter a haste dos fios íntegros. Para isso, recomendaria evitar uso de formol e das famosas ‘chapinhas’ e caprichar na hidratação”.

Horários ideais para tomar sol

Existem alguns horários permitidos para a exposição à luz solar, mas riscos à saúde podem ser amenizados com o uso do guarda-sol. “Recomendo para os meus pacientes aproveitarem o começo da manhã ou fim da tarde. Em questão de horários, isso varia de região para região. Mas, no geral, indico tomar sol antes das 10 ou depois das 16 horas”, explica.

Alimentação leve

Montar um cardápio mais saudável pode evitar indigestões e mal-estar. Fique atento também à quantidade de sal e açúcar e não abuse das bebidas alcoólicas, porque há grandes chances de desidratação. “Prefira consumir alimentos leves, ricos em antioxidantes e com poder de hidratação. Recomendo frutas, água de coco e legumes. Lembrando que alimentos ricos em betacaroteno ajudam a pegar um bronzeado”, aconselha o dermatologista.

Idosos e crianças sofrem mais com a desidratação no verão, afirma especialista


Sites parceiros