[the_ad_group id="16401"]
Guia dos Dentes

Acabando com os diastemas interincisivos

Por Redação Doutíssima 05/12/2013

dias-5

Um fator muito comprometedor para a estética dos pacientes é o diastema interincisivos. Tem um nome um pouco complicado mas nada mais é do que um espaço entre os dois dentes da frente do paciente. Esse espaço pode ser dos mais variados tamanhos, nas mais variadas idades e tipos de dentições. Seja qual for o caso, é uma falha na dentição que pode ter características de normalidade ou não mas que prejudica bastante a estética do paciente e normalmente vem acompanhado de um grande desconforto social.

dias-4

Não vou entrar muito na teoria sobre o diastema interincisivos. Minha intenção hoje é fazer você compreender que como ortodontista, me preocupo muito com o tratamento precoce de casos de diastemas interincisivos, fico muito preocupado quando me deparo com adultos com grandes diastemas interincisivos devido a complexidade do caso e isso se agrava se estiver associado com alterações ósseas de grande porte.

dias-1

Acho muito importante o tratamento ortodôntico precoce para o devido fechamento desse diastema e posterior acompanhamento para verificar a estabilidade do caso e necessidade futura de instalação de aparatologia ortodôntica fixa completa. Lembro ainda que se não tratado na fase da “troca de dentes”, os dentes permanentes podem não ter espaço para nascer e isso vai causar alteração no nascimento dos dentes permanentes e transformar um caso simples de tratar em uma dor de cabeça no futuro.

Dependendo da idade da criança e do tipo de arco do paciente, pode ser normal a presença de diastemas interincisivos que vão e fechar posteriormente e se resolver por conta própria. Só quem poderá dizer que isso é normal e não precisa de tratamento é o ortodontista. Além de consultas regulares ao dentista clínico para manutenção de saúde bucal e prevenção de doenças e problemas bucais, sempre recomendo que os pacientes conversem com seu dentista para que ele encaminhe para um ortodontista para fazer uma avaliação ortodôntica completa e decidir se o paciente precisa de acompanhamento anual ou se pode seguir sua vida tranquilamente sem previsão de problemas ortodônticos.

dias-2

Na maioria dos casos tratados no tempo correto, o tratamento é rápido, sem dor e com custo baixo. Casos em pacientes adultos e com consequências mais complexas são mais doloridos e levam maior tempo para ser tratados. Quanto antes o diastema for fechado e o dente colocado na posição correta, melhor para o paciente. As crianças passam por muitas modificações e fica difícil para os pais identificarem fatores errados no crescimento e é ai que chamo atenção para a necessidade de um profissional por perto para orientar precocemente.


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]