Guia dos Dentes

Saiba identificar se sua língua está saudável

Por Redação Doutíssima 30/12/2013

Não estamos acostumados a dar atenção a ela, mas o estado da nossa língua pode dizer muito sobre a saúde do corpo. Precisamos ficar atentos com esse músculo que, mesmo tão importante, ainda é ignorado.

Língua

A língua deve ser escovada junto com os dentes após as refeições. Foto: iStock, Getty Images

Saúde da língua

Para saber se a sua língua está com a saúde em dia, ela precisa ter uma tonalidade rosa, ser lisa e um formato consistente. Caso algo não esteja de acordo com isso, pode ter algo errado acontecendo. Os principais efeitos que ela pode sofrer são: inchaço, ardência, alteração na cor e tremor.

Sendo assim, é importante identificar qual a causa desses problemas. Confira alguns dos mais comuns:

Muito estresse

O estresse, assim como a ansiedade, podem trazer uma série de complicações para a língua. Alterações emocionais causam a diminuição de saliva, que por sua vez abre a oportunidade para que a língua desenvolva feridas, aftas, inflamações e até mesmo seja contaminada por algum fungo.

Falta de vitamina

A aparência da língua pode também indicar a ausência de vitaminas no corpo. Se o órgão demonstrar uma coloração branca e estiver sendo higienizado corretamente, pode significar a ausência de ferro e biotina.

Já a falta das vitaminas B2, B3 e E podem ser a responsáveis por uma coloração muito avermelhada. As vitaminas A e C, por fim, podem ajudar a combater eventuais pequenas lesões no músculo. Mas é importante destacar que um exame de sangue pode demonstrar com mais precisão se o corpo está carente de algum nutriente.

Má higienização

A língua deve ser escovada, da mesma forma que os dentes, após as refeições. Caso contrário, pode gerar uma placa branca que causa halitose.

Outros problemas

As feridas e outros problemas podem ter como origem quadros bastante graves. Por isso, é importante ficar atento. As principais doenças são: câncer, AIDS, tabagismo e anemia. Então, se sentir desconfortos recorrentes na língia e não descobrir a origem, vá ao médico.

E aí, o que achou do artigo? Deixe a sua opinião!


Sites parceiros