[the_ad_group id="16401"]
Guia do Câncer

Fisioterapia oncológica: entenda a importância dele no tratamento do câncer

Por Mayara Pinheiro 09/05/2014

Vamos falar hoje sobre a importância que a fisioterapia oncológica no tratamento contra o câncer. Muitos, infelizmente, desconhecem os benefícicios da fisioterapia nesta área. 

 

fisioterapia oncológica

 

O uso de tabaco, o consumo de álcool, o sedentarismo, a exposição ao sol sem proteção adequada, a ingestão de alimentos ricos em gorduras que são considerados fatores de risco associados e o envelhecimento populacional, tem contribuído para o aumento da incidência de casos de câncer em todo o mundo.

Incentivos à pesquisa e ao ensino vêm fazendo com que todas as áreas de atuação no controle e combate ao câncer se desenvolvam cada vez mais. Não basta somente tratar e curar, é preciso reabilitar e reinserir o indivíduo em suas atividades diárias e, baseada neste conceito, a fisioterapia oncológica vem desempenhando um papel cada vez mais presente e importante no tratamento multidisciplinar em oncologia.

A fisioterapia oncológica é uma especialidade que tem como objetivo preservar, manter, desenvolver e restaurar a integridade cinético-funcional de órgãos e sistemas do paciente, assim como prevenir os distúrbios causados pelo tratamento oncológico.

O fisioterapeuta oncológico deve estar apto para desenvolver suas atividades com pacientes infantis, adolescentes, adultos jovens e idosos, em situações que vão desde a cura aos casos em que ela é irreversível, e desenvolver seus programas de tratamento dentro deste contexto. O profissional dessa área deve saber lidar com as seqüelas próprias do tratamento oncológico, atuando de forma preventiva para minimizá- las.

A atuação da fisioterapia oncológica faz-se necessária em todas as áreas da oncologia como nos tumores de Mama, Uroginecológicos, Pulmão, Cabeça e Pescoço, Abdominais, Pediátricos entre outros, ou seja, todos os tipos de câncer em que o paciente necessite não só de acompanhamento fisioterapêutico curativo, mas também preventivo.

 

Cuidados Paliativos

 

Os Cuidados Paliativos requerem sempre uma abordagem muitiprofissional humanista e integrada no tratamento, onde o principal objetivo é primordialmente o controle dos sintomas, a qualidade de vida e a autonomia do paciente. É muito importante também a compreensão de todas as dimensões da vida desses pacientes e seus familiares, que estão afetadas neste momento e devem ser cuidadas: necessidades físicas, psico-emocionais, espirituais e sociais.

Basicamente, a fisioterapia tem a função de tratar os sintomas apresentados, como dores, náuseas, fadiga, falta de ar, entre outros.

 

Atividades da fisioterapia oncológica:

 

• Exercícios de condicionamento;

• Alongamento e Flexibilidade;

• Terapia Manual;

• Manipulações de tecidos moles;

• Manipulações conjuntas;

• Liberação miofascial;

• Uso de terapias térmicas;

• Crioterapia;

• Estimulação elétrica transcutânea;

• Exercícios terapêuticos;

• Amplitude de movimento passivo;

• Fortalecimento isométrico;

Todos esse trabalho com a fisioterapia oncológica é essencial no tratamento de pacientes com cânces, pois com muitos pacientes as fortes dores e a baixa auto-confiança toma conta do paciente, deixando eles altamente estressados , depressivos. Por isso é muito importante o fisioterapeuta passar calma, tranquilidade para o paciente, mas do que tudo, deixar o paciente relaxado.

 

Experiência do Paciente

 

Um estudo realizado por Dahlin & Heiwe que entrevistaram pacientes que participaram de fisioterapia no âmbito dos cuidados paliativos câncer, foi descoberto que eles experimentaram várias sensações de motivação e incentivo, alívio da dor e bem-estar, a esperança de uma melhoria de tempo limitado em uma área específica tratada, independência e segurança. Os pacientes também expressaram que achavam que a fisioterapia não iria ajuda-los em nada, no final do tratamento todos admitiram que estavam enganados em relação a fisioterapia.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

Sexo na terceira idade: 15 dicas para manter-se ativo sexualmente

Mexa-se na terceira idade

Os benefícios da hidroginástica para idosos

Palavras cruzadas: Ótimo estimulo para cérebro idoso

Estica e puxa: dicas de alongamento para idosos

7 Alimentos que não podem faltar na dieta dos idosos

Cuidados que os idosos devem tomar com os remédios


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]