[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

Existe relação entre sexo oral e câncer de garganta? Descubra a resposta

Por Redação Doutíssima 06/09/2014

Depois que o famoso ator americano Michael Douglas foi diagnosticado com câncer de garganta e revelou em entrevistas que a causa foi o sexo oral, muitas pessoas têm se perguntado se realmente isso é possível. Será que existe uma relação entre o sexo oral e câncer de garganta?

sexo-oral-e-câncer-de-garganta

Tome cuidado: sexo oral e câncer de garganta estão ligados. Foto: Shutterstock

A resposta é alarmante, já que sim, é possível, apesar de não ser o motivo mais comum que causa este tipo de câncer. Os maiores fatores de risco do câncer na garganta são o excesso de álcool e o fumo. No entanto, Michael Douglas afirma que no seu caso foi causado pelo papiloma vírus humano (HPV), que é transmitido através do sexo oral.

Veja qual é a relação do sexo oral e câncer de garganta e saiba um pouco mais sobre o HPV.

Sexo oral e câncer na garganta, qual é a relação?

Existe uma relação entre o sexo oral e câncer de garganta devido ao HPV, um vírus que é transmitido através do contato sexual – seja ele genital ou oral. Existem mais de 40 tipos do vírus, e a maioria das pessoas não apresenta sintomas. O HPV é tão comum que quase todos os homens e mulheres sexualmente ativas terá pelo menos um tipo de HPV em algum momento da vida.

Na maioria dos casos, o vírus vai embora e não traz nenhum problema de saúde. Mas, segundo estudos americanos, o papilomavírus é responsável por causar mais de oito mil casos de câncer de garganta todos os anos. Um estudo publicado em 2011 descobriu que a proporção de câncer de garganta relacionados ao HPV aumentou de 16,3% para 71,7% entre 1984 e 2004.

Vírus do HPV é transmissível com ou sem contato sexual  

O HPV é uma infecção que causa verrugas genitais.  Na maioria dos casos, as infecções genitais por HPV são de baixo risco, o que significa que eles não representam um risco significativo de câncer.

Já a as infecções por HPV de alto risco estão associados com o câncer de pênis, vagina, ânus, boca e garganta. As verrugas genitais podem ser transmitidas durante o sexo vaginal ou anal. No entanto, você não precisa fazer sexo com penetração para passar a infecção por HPV, que pode ser transmitido pelo contato pele com pele.

Os mesmos tipos de HPV que infectam as áreas genitais podem também infectar a boca e a garganta. Alguns tipos de HPV oral podem causar verrugas na boca ou garganta. Por isso, é possível associar o sexo oral e câncer de garganta.

Como posso evitar o HPV?

Embora os preservativos não oferecem proteção completa contra o HPV, é ainda aconselhável usá-los para minimizar o risco de infecção. Existe uma probabilidade maior de infecção do HPV nas pessoas que começaram a ter relações sexuais cedo e/ou têm vários parceiros sexuais.

Existe uma vacina que protege contra o HPV, mas deve ser feita antes que haja qualquer chance de infecção pelo HPV. Com isso, é possível se proteger do HPV e não ter problemas com o sexo oral e câncer de garganta.

 

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]