[the_ad_group id="16401"]
Filhos

Quer estimular a inteligência do bebê? Entenda o que fazer

Por Redação Doutíssima 09/10/2014

Cada vez mais nos deparamos com crianças com uma capacidade de aprendizado impressionante. Pois você sabia que, mais do que o ambiente tecnológico, é na gestação e no primeiro ano de vida que se apresenta o período mais propício para iniciar a estimular a inteligência do bebê? Pois saiba como fazer isso.

estimular-a-inteligência-do-bebê

Primeiros anos de vida são definitivos na formação da inteligência. Foto: iStock, Getty Images

Como estimular a inteligência do bebê?

Um jeito fácil de estimular a inteligência do bebê é conversar com ele ainda na barriga. É isso mesmo: estudos comprovam que, a partir do quinto mês de gestação, o bebê já tem a capacidade de escutar ruídos de fora da barriga da mãe.

Envolver o bebê em carinho falando com ele, direcionando atenção, acariciando a barriga e mostrando a ele que é um ser amado, desejado e esperado, formará as conexões de vínculo entre a criança e os pais. Isso garantirá noção de segurança e, como consequência, um melhor desenvolvimento dos órgãos, membros e sistema nervoso.

Após o nascimento da criança, a amamentação será o seu maior estímulo – tanto físico quanto mental. Já existem pesquisas que comprovam que crianças que mamaram no peito por mais tempo apresentam um QI mais alto.

Além disso, conversar sempre que possível é importante para estimular a inteligência do bebê. Fale com ele sobre o tempo, sobre a alegria de tê-lo na sua vida, sobre o que ele quer fazer a seguir – enfim, sobre qualquer coisa, mas fale.

Durante a conversa, a criança começa a perceber a melodia e o timbre da voz. Faça pausas entre as frases para o bebê aprender que há um momento para falar e outro para ouvir. Também outros rostos, sons e cores da rua despertam naturalmente a curiosidade do bebê. No entanto, tome cuidado para não agitá-lo demais.

Estimular a inteligência do bebê no dia a dia

Outra forma eficiente é olhar nos seus olhos. O contato visual com a criança é fundamental desde os primeiros dias de vida, pois é nesses momentos que ela começa a criar memória.  Estudos revelam que a criança já pode imitar o que vê desde os primeiros dias de vida.

Por isso, é importante demonstrar os sentimentos. Um simples beijo estalado gera a conexão de milhares de neurônios.

Também é fundamental na hora de estimular a inteligência do bebê que isso seja feito com música. Cante canções de ninar, invente uma musiquinha ou coloque algo para o bebê escutar. Já existem estudos comprovando que ouvir música clássica contribui para o aprendizado da matemática.

Momentos do dia-a-dia são poderosos aliados para estimular a inteligência do bebê. Experimente, por exemplo, aproveitar o momento lúdico da hora do banho para ensinar palavras novas: pode ser dos brinquedos ou partes do corpo, o importante é repetir de forma pausada e repetir a fim de estimular o aprendizado.

Seguindo a mesma lógica, outra dica importante é anunciar algumas ações antes de executá-las: “agora, vou acender a luz” ou “vou fechar a porta” vão, aos poucos, ensinando ao bebê a relação entre causa e efeito.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]