Filhos

Natação para bebês desperta noções de espaço e de tempo

Por Redação Doutíssima 11/10/2014

A natação para bebês pode ser bastante benéfica para a criança. Como o bebê ainda é pequeno e desconhece grande parte da realidade que o cerca, ele começa a ter contato com a noção de espaço.

natação-para-bebês

Prática do esporte garante início de vida saudável às crianças. Foto: Shutterstock

Com o objetivo de auxiliar no desenvolvimento da criança, a natação para bebês possibilita que eles tenham contato com fatores biológicos e condições ambientais onde possam se desenvolver. Quanto mais cedo à criança tiver estímulos, mais rápida será a sua aquisição de habilidades.

Outro fator em que a natação para bebês também pode ajudar é na questão do medo. Muitas crianças possuem medo de entrar em piscinas por causa de traumas ou pelos pais demonstrarem seus próprios medos.

Por esse motivo, é importante desde cedo acostumar o bebê com a água. Caso ele demonstre medo, não tenha pressa para não traumatizá-lo. Faça brincadeiras dentro da piscina para que ele se familiarize e passe a gostar dessa atividade.

Benefícios da natação para bebês

A natação ainda pode auxiliar em problemas respiratórios. Muitos bebês já nascem com problemas como asma, rinite e sinusite. Os exercícios aquáticos fortalecem os músculos torácicos e os do diafragma, que são os responsáveis pela respiração.

A natação pode ser um momento ideal para estimular a aproximação entre pais e filhos. Isso porque um dos pais precisa entrar junto com o bebê na piscina. No decorrer da aula, o toque de carinho do pai com o filho estimula o lado afetivo do bebê.

Natação para bebês e os cuidados necessários

Mas é preciso tomar cuidados com a natação para bebês também. Uma piscina mal cuidada pode muitas vezes proporcionar dores de ouvido, ainda mais em um bebê pequeno. O ideal é que a criança utilize tampão moldável para proteger. Ainda assim, deve-se secar bem os ouvidos do bebê após a natação e conferir as condições da água.

Outro cuidado importante que se deve ter é com a temperatura da água. Água acima de 26 graus cria um ambiente muito quente para o bebê, sendo prejudicial para a sua saúde.

Quando verificar a qualidade da água, veja também o percentual de cloro. Existem clubes e escolas que utilizam muito cloro, o que causa alergias nas crianças. Para saber se o bebê possui ou não alergia ao produto, observe os olhos e a pele.

Caso estejam vermelhos, significa que pode haver alergia. Consulte imediatamente um médico. Quando os bebês possuem alergias ao cloro, precisam ter natação em piscinas que recebam tratamento com sal e ozônio.

Durante a natação para bebês não são indicadas as bóias, pois limitam o aprendizado. Mas não há riscos: os pais estarão junto com o filho, protegendo a criança e ajudando a despertar noções de espaço e tempo.

 

 


Sites parceiros