Dica do Nutricionista

Saiba quais são os benefícios dos alimentos probióticos

Por Redação Doutíssima 04/11/2014

Com o passar do tempo percebeu-se que a alimentação inteligente não deveria ser a escolha apenas de alimentos nutritivos, mas também funcionais. Estes, além das suas cargas de vitaminas, minerais e proteínas, respondem por outras funções orgânicas importantes. E é aqui que se enquadram os probióticos.

probióticos

Probióticos ajudam na dieta de forma nutritiva e saudável. Foto: iStock, Getty Images

Eles se destacam pela capacidade de fortalecer o sistema imunológico e equilibrar a flora intestinal, prevenindo doenças e garantindo bem estar físico.

O que são os probióticos?

Probióticos são microorganismos vivos, bactérias “boas”, que vivem no corpo humano especialmente alojadas no intestino. Sua função é importantíssima para a nossa saúde. No intestino adulto residem cerca de 100 milhões de bactérias, de centenas de espécies diferentes.

Esse conjunto de micro-organismo é chamado de flora intestinal. Em torno de 40 espécies de bactérias se responsabilizam para que o trabalho das outras seja bem executado, que são as probióticas. As principais famílias existentes são chamadas de Lactobacillus e Bifidobacterium.

O bom funcionamento do nosso intestino é indispensável para a saúde, pois é neste órgão que os principais nutrientes dos alimentos são absorvidos. Mas assim como o intestino recebe os bons elementos, também pode ser a porta de entrada para agentes ruins: bactérias maléficas que causam doenças e prejudicam o organismo.

Aí entra o trabalho dos probióticos, que se encarregam de colonizar as paredes do intestino, equilibrar a flora e impedir a ação das bactérias nocivas. O consumo de alimentos e suplementos que transportam e alimentam as boas bactérias diminui o pH do intestino e estimula a produção dos antibióticos naturais.

Outros benefícios dos probióticos

As principais vantagens chegam com o consumo regular. Pessoas que sofrem de prisão de ventre ou diarreia causada pelo uso de medicamentos devem começar a notar mudanças bem positivas em cerca de 7 dias.

Outros problemas intestinais, como doença de Crohn, inflamações e colite, entre outros, também se beneficiam do consumo das boas bactérias.

Pessoas que sofrem de doenças autoimunes, como o HIV, também podem se beneficiar do uso dos probióticos. O aumento da capacidade de absorção de nutrientes, controle de diarreias e ação contra agentes infecciosos favorece o fortalecimento do sistema imunológico.

Quem faz quimioterapia ou radioterapia, sofre com infecções urinárias, candidíase e possui sintomas de má absorção de nutrientes e má digestão também deve consumir estes alimentos. A indicação é ingerir ao menos uma porção diariamente .

Onde encontrar os probióticos

As principais e reconhecidas fontes de probióticos são os queijos, iogurtes e seus derivados. Alguns alimentos recebem acréscimo das boas bactérias – as mais comuns são os Lactobacillus acidophillus, L. casei e L. bifidum,presentesem leites fermentados, iogurtes enriquecidos e alimentos feitos à base de soja.

Como já citado, a soja vem se mostrando um alimento probiótico potencial. Além disto, estudos indicam que carnes, peixes, patês e extratos de sementes vegetais são boas fontes da cultura deste elemento. Farmácias regulares e de manipulação também disponibilizam os probióticos em cápsulas ou pó para solução oral, em diferentes dosagens e tipos de bactérias.


Sites parceiros