Dica do Nutricionista

Flores na alimentação fazem bem ou mal? Descubra

Por Redação Doutíssima 10/11/2014

Além de lindas e perfumadas, as flores podem e devem ser consumidas. Mas nada de sair atacando o jardim indiscriminadamente! Nem todas as flores são comestíveis. Algumas são lindas, mas de gosto ruim ou possuem substâncias tóxicas.

Para incluir as flores na alimentação com segurança, é preciso conhecer algumas características – se ela é comestível, como pode ser utilizada e suas propriedades medicinais. Saiba um pouco sobre algumas flores ornamentais que são comestíveis e desfrute de um sabor diferente.

flores-na-alimentacao

Já pensou em adicionar flores à sua comida? Pois isso pode ser bom. Foto: iStock, Getty Images

Principais tipos de flores na alimentação

– Calêndula

É uma planta que floresce durante todo o ano e tem propriedades anti-inflamatórias, cicatrizantes, antifungos e bactérias e ação refrescante. Pode ser utilizada como chá, nos banhos de imersão e na culinária. É um excelente corante para bolos e caldas e dá um colorido especial às saladas.

– Flor de abóbora

As abóboras são muito versáteis na cozinha e suas flores, além de lindas, são muito gostosas. Elas possuem boa quantidade de cálcio e fósforo, sendo indicadas desde crianças a pessoas com osteoporose. Por sua versatilidade, são um ótimo exemplo de como consumir flores na alimentação.

Elas ainda possuem uma enzima que inibe o desenvolvimento ou avanço de células malignas. Pode ser consumida como salada, refogada, em sucos, misturada a omeletes, recheada com carne, legumes ou queijo, entre outros.

– Amor perfeito

Linda e de coloridos intensos, também é uma flor versátil quando o assunto é flores na alimentação. Pode ser usada de várias formas, mas, por sua beleza chamativa, geralmente integra a decoração de sobremesas e saladas. E na hora de consumir, coma também a decoração.

– Lavanda

Uma florzinha delicada, de tom roxinho, sabor doce e floral e perfume bem marcante, a lavanda pode ser incorporada a várias receitas, conferindo novos sabores a tortas, bolos, geleias, biscoitos, guizados de carne e refogados, além de chá. Experimente!

– Rosas

Talvez seja uma das flores mais conhecidas por seus diversos significados. O sabor das rosas varia conforme sua cor e até mesmo condições do solo. Pode ser utilizada em cremes, guarnições e sobremesas.

Uma dica muito charmosa é colocar uma pétala na forminha de gelo, que no copo ficará uma deslumbrante pétala flutuante. As rosas, como outras flores na alimentação, precisam de criatividade para inovar nos pratos. Confira uma receita feita com rosas que é uma delícia!

Flores na alimentação: geleia de rosa perfumada

Ingredientes:

1 kg de açúcar

½ kg de pétalas de rosas perfumadas

Suco de 1 limão

3 xícaras de chá de água

2 ou 3 estames de rosas – é a parte que fica abaixo das pétalas.

Modo de Preparo:

Lave bem todas as pétalas, coloque-as numa panela e cubra com água. Em banho-maria, ferva as pétalas até amolecerem. Em seguida coe bem, deixando as pétalas bem secas e reserve. Em outra panela coloque o açúcar, o chá de rosas e o suco de limão até a calda começar a engrossar.

Envolva os estames em um tule e coloque junto na panela, assim não se dissolvem e ajudam a dar o ponto. Caso não engrosse o suficiente, coloque mais um pouquinho de açúcar. Quando começar a dar o ponto da geleia, coloque as pétalas e ferva por mais alguns instantes.

Espere esfriar e ponha em vidros bem vedados. Guarde na geladeira. É uma geleia saborosa para acompanhar torradas, biscoitos e waffles e uma opção para incluir flores na alimentação.


Sites parceiros