[the_ad_group id="16401"]
Filhos

Veja 4 dicas para aumentar a imunidade do bebê

Por Redação Doutíssima 29/12/2014

As mamães, principalmente de primeira viagem, estão sempre em dúvidas sobre como aumentar a imunidade do bebê. Seja através da alimentação ou com muta precaução durante as brincadeiras, especiualmente se forem ao ar livre.

 

Ao menor sinal de febre, muitas se desesperam. É preciso ir com calma. Cuidados em excesso podem prejudicar a imunidade no lugar de favorecer.

aumentar a imunidade do bebê

Excesso de limpeza e cuidados podem gerar efeito contrário. Foto: iStock, Getty Images

 

Os pediatras explicam que um pouco de sujeira não faz mal a ninguém. Afinal, o contato com alguns “inimigos” ajudam a aumentar a imunidade do bebê.

 

Ao contato com o perigo, os anticorpos, a defesa do organismo, entram em ação e combatem possíveis fungos e bactérias que tiveram contato com a criança. Isso é um processo natural, pelo qual todo o ser humano passa, independente da idade.

 

Vacinas: aliadas para aumentar a imunidade do bebê

A imunização dos pequenos é fundamental para que as crianças fiquem protegidas de uma série de doenças graves, como sarampo, paralisia infantil e hepatite. As vacinas ajudam a aumentar a imunidade do bebê, nunca o contrário, isso é preciso ficar claro. Efeitos colaterais como febre e ardência no local são normais e passageiros.

 

Dicas para aumentar a imunidade do bebê

Alguns cuidados podem, e devem, ser tomados para fortalecer ou aumentar a imunidade do bebê. Fique atenta a atitudes que podem ser adotadas diariamente.

 

1. Alimentação é tudo

Assim como nos adultos, os alimentos também cumprem papel importantíssimo para aumentar a imunidade do bebê. Se o seu filho ainda mama exclusivamente no peito, sua alimentação deve ser controlada e balanceada para oferecer todos os nutrientes ao pequeno.

 

Mas se ele já estiver maiorzinho e comendo refeições sólidas procure desde o início oferecer uma dieta rica em frutas, verduras e legumes. Fique longe dos produtos industrializados.

 

2. Brincar é importante

Não prive seu bebê de brincar na pracinha, além do convívio social, importante para o desenvolvimento dos pequenos, esses espaços ajudam a aumentar a imunidade do bebê, pois proporcionam contato com a natureza, terra e areia.

 

É importante, no entanto, observar se não há fezes de cães e gatos nos espaços onde eles vão sentar e brincar. Tirando isso, deixe seus filhos descobrirem o bom da vida.

 

3. Cuidado com a limpeza excessiva

Manter os ambientes limpos é vital para a saúde do bebê, mas o excesso é prejudicial. No quarto do bebê, por exemplo, esqueça os antibactericidas, álcool ou qualquer outro produto químico.

 

Você pode até contribuir para o surgimento de uma alergia. Pano molhado, para não levantar poeira, no chão e nos armários é o suficiente para a limpeza do ambiente onde o bebê dorme.

 

4. Febre não é uma vilã cruel

Febre é e sempre será motivo de preocupação para as mamães. Mas é preciso calma na hora de sair medicando ou correndo para o pronto-socorro. Se seu filho está mais quente que o normal é porque o organismo dele está combatendo algum agente infeccioso.

 

A situação é preocupante quando a temperatura sobre abruptamente ou quando é prolongada, caso contrário não precisa se preocupar. Mas, claro, caso tenha dúvidas, procure orientação médica.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]