Clínica Geral

Sintomas da dengue: como a doença se manifesta no organismo

Por Redação Doutíssima 21/11/2014

Com a chegada do calor e aumento das chuvas, também aparecem os indesejáveis mosquitos. E, como consequência, a preocupação com a dengue é ainda maior. A contaminação pode ocorrer em qualquer época do ano, mas com o aumento de mosquitos a situação é mais preocupante.

O vírus é transmitido pela fêmea do mosquito Aedes Aegypti e são muitos os sintomas da dengue. A doença tem duas divisões importantes, a dengue clássica e a dengue hemorrágica. Conheça alguns sintomas e saiba como tratar e prevenir.

sintomas-da-dengue

Ocorrência de febre alta de 39 a 40 graus é um dos sintomas da dengue. Foto: iStock, Getty Images

Principais sintomas da dengue

A dengue clássica é a mais comum e se manifesta em crianças e adultos. Os sintomas podem aparecer repentinamente e geralmente são confundidos com uma gripe forte, com febre alta de 39 a 40 graus, dor nas juntas e articulações, mal estar, fadiga, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, vermelhidão e coceira pela corpo.

Nas crianças, os sintomas da dengue são semelhantes e podem ser acompanhados por diarreia, vômitos, falta de apetite e apatia. Com o tratamento, geralmente após 3 a 7 dias a febre e os sintomas começam a diminuir. A fraqueza e fadiga ainda podem demorar mais algum tempo para passar.

A dengue hemorrágica, também chamada de febre hemorrágica da dengue, é a forma mais grave da doença, pois é uma reação muito forte do organismo. Esse tipo da doença tem como característica alterações na coagulação sanguínea.

Além dos sintomas da dengue clássica, pode causar: sangramento da gengiva, nariz, boca, ouvidos e intestinos, dor abdominal forte e constante, vômito persistente, pele fria e úmida, boca seca, olhos vermelhos e dificuldade para respirar.

Como tratar os sintomas da dengue

Em todas as campanhas, o Ministério da Saúde e as secretarias de todos estados reforçam que, em caso de dengue ou suspeita, não se deve tomar remédios com ácido acetilsalicílico, como AAS e aspirina.

Outras drogas também oferecem riscos, como os anti-inflamatórios, tipo o Brufen. Esses medicamentos podem agravar os sintomas da dengue e aumentar os riscos, especialmente quando é dengue hemorrágica.

Não existe um remédio ou vacina específico para tratar a doença. Os sintomas da dengue são tratados com medicamentos para alívio do sintoma específico. Se tiver febre, vai tomar antitérmico como os usados para gripes e resfriados, à exceção, dos citados.

Se tiver vômito, vai tomar um remédio para isso e assim por diante. Sempre que houver suspeita, um médico deve ser consultado e somente ele pode indicar o remédio seguro para cada caso.

A dengue, tanto a clássica quanto a hemorrágica, pode ser tratadas em casa ou no hospital. Tudo depende da gravidade e de como os sintomas atingiram a pessoa. Bem como em uma gripe bem forte, o repouso e manter sempre o corpo bem hidratado são fundamentais para que o organismo não fique debilitado e possa dar uma resposta contra o vírus.

Prevenção contra a doença

Evite áreas sabidamente contaminadas. Não deixe água acumulada, nem em vasos de plantas. Em local que pode se expor a mosquitos, utilize repelentes. Ter um vaso de citronela ou utilizar velas aromáticas e incensos feitos desta planta é uma forma de espantar os mosquitos.

Tenha telas nas portas e janelas para evitar a entrada dos insetos. Em qualquer suspeita, procure imediatamente atendimento médico.

 

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros