Pele

Soro fisiológico é aliado para uma pele saudável e hidratada

Por Redação Doutíssima 28/08/2015

Um dos segredos de estrelas de televisão, como as belíssimas Carol Castro e Gabriela Duarte, é o uso do soro fisiológico para garantir a hidratação da pele. Parte do arsenal de beleza da nécessaire das famosas, ele tem pH bastante semelhante ao do organismo humano e, assim, é facilmente absorvido pela pele, que responde com maciez, sem oleosidade.

O soro tem em sua composição água, sal, açúcar e cloreto de sódio. Também é amplamente usado no tratamento de queimaduras geradas pelo excesso de exposição ao sol, proporcionando sensação de frescor e sem o aspecto de vermelhidão. Por ter o pH quase como o do nosso organismo, protege contra a ação de bactérias e fungos.

soro fisiologico

Soro com PH semelhante ao do corpo humano pode ser usado para hidratar a pele. Foto: iStock, Getty Images

 

Soro fisiológico deve ser usado como complemento

Apesar desses grandes benefícios de ajudar na limpeza e na hidratação, é importante saber que o soro fisiológico, sozinho, não resolve seus problemas. Ele não deve substituir o sabonete e o hidratante do rosto. Por ser líquido, permanece por menos tempo em contato com a pele, o que não acontece, por exemplo, com cremes.

O soro fisiológico, mesmo com o poder de limpeza, não é capaz de remover as camadas de sebo, gordura e sujeiras que se depositam ao longo do dia na pele. Nesses casos, a solução é mesmo o sabonete apropriado para essa área.

Mas o soro fisiológico vai substituir a água na remoção do sabonete. Pode acontecer de a água causar irritação na pele, especialmente por causa da presença do cloro em sua composição, com um teor ácido bem diferente do que há na pele.

O ritual do soro fisiológico

Veja como tornar o soro um aliado em seu ritual de beleza: para começar, você deve lavar o rosto normalmente, com sabonete e água. Use o produto no momento em que for enxaguar, para remover a espuma, e seque de forma delicada. O hidratante pode ser aplicado em seguida.

Há quem use o soro fisiológico após lavar o rosto como de costume, somente com água e sabonete. Para isso, é só embeber um chumaço de algodão ou de gaze com o soro e aplicar delicadamente, como se fosse um tônico.

É importante prestar atenção na conservação do líquido: o mais indicado é conservá-lo gelado, dessa forma, a camada natural de proteção da pele não é dissolvida, o que pode ocorrer caso o soro esteja quente.

É a baixa temperatura que estreita os vasinhos de sangue. É por isso que o soro também ajuda no combate à vermelhidão da pele e  acaba com o inchaço das bolsas debaixo dos olhos, as temidas, e nada bonitas, olheiras.

Outro cuidado que se deve tomar é com a frequência do uso do soro para fins estéticos. Ele deve ser aplicado, no máximo, duas vezes ao dia.

Caso o processo seja repetido mais vezes, pode acontecer de a pessoa desenvolver o  que se chama de efeito oleosidade rebote. É quando a pele entende que depois de mexermos nela, precisa produzir mais oleosidade por estar sendo manipulada.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros