[the_ad_group id="16403"]
Exercícios

Alongamento para idosos desenvolve mobilidade e saúde muscular. Veja exercícios!

Por Redação Doutíssima 01/10/2014

Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a melhor atitude contra o envelhecimento quando chegamos à terceira idade é praticar atividades físicas. Um dos melhores exercícios nesta idade é o alongamento. O alongamento para idosos ajuda a manter a forma física, além de auxiliar na saúde mental.

alongamento-para-idosos

Prática de alongamento ajuda idosos a terem mais saúde. Foto: Shutterstock

Segundo especialistas, o alongamento para idosos é indispensável, pois retarda o envelhecimento, ajudando nas capacidades motoras como flexibilidade, equilíbrio, coordenação motora e força, fatores que têm uma perda significativa com o tempo.

Este tipo de exercício também ajuda a eliminar gorduras, resultando em perda de peso e boa forma física. Outros benefícios são estimular o metabolismo do idoso, auxiliando no processo de combate a inflamações, melhorando as capacidades funcionais e também as cognitivas.

O alongamento para idosos também proporciona sensação de autonomia e bem estar. Além disso, a pratica de exercícios físicos na terceira idade possibilita um melhor convívio social, melhor interação para desenvolver atividades culturais e recreativas e envolvimentos em projetos para idosos, resultando em um envelhecimento ativo.

Alongamento para idosos no dia a dia

Especialistas alertam que, mesmo trazendo benefícios, o alongamento para idosos deve ser acompanhado por um educador físico. Se possível, antes de começar a realizar o alongamento, consulte o seu médico e, caso você esteja apto para realizar as atividades, pratique com regularidade.

Não faça a atividade só porque lhe disseram que faz bem para a saúde: o alongamento deve ser algo que traga prazer e satisfação. Use roupas confortáveis e calçados adequados. O alongamento pode ser realizado em lugares como academias, clubes ou se preferir em casa mesmo.

Musculação na terceira idade

Além dos alongamentos, a musculação também pode ser praticada na terceira idade, aumentando a qualidade de vida. Esta atividade é recomendada pelos médicos exatamente por desenvolver forçamuscular, que diminui com o passar dos anos, além de melhorar o desempenho dos idosos em atividades do dia a dia.

Outro beneficio da musculação é fortalecer os ossos – com a chegada da terceira idade, eles ficam mais fracos e suscetíveis a lesões. Além disso, realizar atividades físicas, seja musculação ou mesmo o alongamento para idosos, protege o coração, auxilia na flexibilidade e na resistência, e facilita o controle da pressão arterial.

Porém não devemos esquecer que estes exercícios devem ser praticados com cuidado e levando em consideração a idade do indivíduo. Sendo assim, o que importa é a repetição, e não a carga de peso.

Lembre sempre que o exercício físico é fundamental nesta fase da vida. Além de musculação e alongamento, o idoso também pode praticar outras atividades como a yoga, o pilates e o treinamento funcional, trabalhando o corpo e a mente, resultando em uma sensação de bem estar.

E antes de iniciar qualquer exercício físico, é preciso passar por uma avaliação médica que determine o real estado de saúde do idoso. Além disso, o acompanhamento profissional é essencial para o cumprimento correto das atividades.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad_group id="16349"]
[the_ad_group id="16404"]