Exercícios > Fitness

Confira dicas para não perder o fôlego durante os exercícios

Por Redação Doutíssima 04/10/2015

A força imposta aos músculos durante os exercícios é essencial, mas sem o fôlego o cansaço pode aparecer mais cedo e atrapalhar a atividade. Geralmente, a capacidade respiratória limitada é ligada somente aos pulmões, entretanto, ela é também influenciada por outros fatores.

O modo como seu corpo se comporta durante um exercício físico é resultado também da sua capacidade cardíaca e muscular. Veja 3 dicas rápidas para ter fôlego.

fôlego istock getty images doutíssima

Capacidades cardiovasculares e musculares também estão associadas ao fôlego. Foto: iStock, Getty Images

Dicas para manter o fôlego

1. Comece devagar

folego-1-Fortissima-iStock-Getty-Images

Ao começar uma atividade física, respeite as limitações de seu organismo. Foto: iStock, Getty Images

Se você estava sem se exercitar, respeite as limitações de seu organismo. Com o tempo, sua capacidade e condicionamento melhoram, o que influencia também no quanto você consegue realizar atividades físicas.

 

2. Respire corretamente

fôlego istock getty images doutíssima

Procure usar a inspiração nasal e a expiração pela boca. Foto: iStock, Getty Images

Respirar somente pela boca, além de não filtrar o ar que passa direto para a faringe, pode ocasionar a sensação de cansaço. Procure usar a inspiração nasal e a expiração pela boca, também chamada de respiração diafragmática.

 

3. Cuide seus hábitos

folego-3-Fortissima-iStock-Getty-Images

Não esqueça de optar por uma alimentação balanceada e saudável. Foto: iStock, Getty Images

Uma vez que o bom fôlego também depende da saúde do coração e dos músculos, uma dica é adotar uma dieta completa em vitaminas e nutrientes, além de evitar o cigarro e as bebidas alcoólicas.

 

4. Pratique exercícios variados

fôlego doutíssima istock getty images

Exercícios como corrida e ciclismo fortalecem o sistema cardiovascular. Foto: iStock, Getty Images

Um dos caminhos para ganhar fôlego e melhorar o condicionamento físico é por meio dos exercícios de musculação e aeróbicos. Quando trabalhados de forma individual, os músculos se fortalecem, mas também por meio das atividades aeróbias, como corrida e ciclismo, o sistema cardiovascular é fortalecido.

Como funciona a respiração

Você não pensa para respirar, certo? A automaticidade do movimento se deve aos comandos da parte inferior do cérebro, centro respiratório que controla o ritmo pulmonar de forma inconsciente.

Quando um adulto está em repouso, sua frequência respiratória fica em torno de 12 respirações por minuto, além de inalar em média 500 mililitros de ar a cada inspiração e expiração. Entretanto, quando se exercita, o adulto pode chegar a 50 respirações por minuto e levar a seus pulmões cerca de 4,6 litros de ar.

Em um estudo apresentado em 2012 na Conferência da Associação Americana do Coração, os pesquisadores apontaram a doação de células-tronco como alternativa para melhorar o fôlego e a saúde de pessoas com problemas cardíacos.

Como resultado, o uso das células diminuíram as cicatrizes consideradas não funcionais no coração dos pacientes, assim melhorando sua capacidade respiratória durante a prática de exercícios físicos.

O maior vilão do fôlego

De acordo com o Instituto Brasileiro de Controle de Câncer, o hábito do fumo diminui a mobilidade dos chamados cílios pulmonares, responsáveis por remover resíduos prejudiciais do pulmão.

Além disso, aquele pigarro constante e as demais infecções respiratórias são ocasionadas pela paralisação desses cílios, desenvolvida pelo acúmulo de secreções causadas pela fumaça do cigarro.

Mas não só o cigarro prejudica o seu fôlego. Respirar somente pela boca, não tratar alergias respiratórias e estar com o nariz constantemente entupido também são hábitos que podem dificultar a forma como seus pulmões funcionam.   

 

Estudiopass dá acesso ilimitado

 

 Para quem não conhece, a Estudiopass te dá acesso ilimitado a aulas de pilates, crossfit, lutas, danças, treinamentos funcionais e muitas outras atividades, em 620 unidades cadastradas no Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba e São Paulo. A mensalidade é de R$ 99,90, mas para o leitor do Doutíssima o primeiro mês sai pela metade do valor. 

 

O aluno pode ir ao mesmo estúdio até três vezes durante o ciclo mensal de assinatura, o que estimula a troca de estúdios e de atividades. Agora não tem desculpa, chame os amigos e aproveite as mais de 140 atividades que são oferecidas pelo Estudiopass. Para conseguir o desconto, insira o código DOUT50 após cadastro no site.

 

A promoção é válida somente até o dia 18 de dezembro, às 23h59. Caso o aluno queira cancelar a assinatura após o primeiro mês, não há nenhum tipo de multa ou carência do plano. Assinatura sem multa de cancelamento e sem permanência mínima exigida.

 

Para que o cancelamento seja feito sem cobrança da próxima mensalidade, é necessário que ele seja solicitado com até 5 dias de antecedência da próxima data de cobrança. 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima! Clique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros