Motivação

Telefone celular: ferramentas ajudam a melhorar a saúde mental

Por Redação Doutíssima 14/10/2015

O telefone celular facilita muito a vida das pessoas, mas também é visto atualmente como um problema quando o assunto é saúde mental. O smartphone é acusado de afastar as relações pessoais reais, de prejudicar o andamento das crianças e adolescentes na escola e até mesmo de gerar vício.

Muitas vezes apresentado como vilão, como no caso da nomofobia, um vício que causa dependência física e psicológica, impedindo que a pessoa controle seus impulsos na ausência do telefone celular, o smartphone também pode ser um aliado no combate ao estresse e doenças mentais.

Várias ferramentas desenvolvidas para telefone celular estão sendo usadas para tratar esses problemas e serem aliadas da saúde mental.

telefone celular istock getty images doutíssima

Telefone celular é acusado de afastar as relações pessoais reais. Foto: iStock, Getty Images

 

Telefone celular e saúde mental

Um dos trabalhos é de uma pesquisadora israelense que está desenvolvendo um aplicativo para smartphones para monitorar a saúde mental por meio da medição de níveis de estresse na fala. A responsável é a professora associada de ciência e computação Tanzeem Choudhury.

O programa tem o apoio do Intel Science and Technology Centre (ITSC) for Pervasive Computing, uma colaboração entre a Universidade de Cornell e outras, dirigida pela Universidade de Washington. Os projetos incluem “casas inteligentes” que monitoram a atividade da família e ajudam na cozinha, além de terem aplicativos para monitoramento de saúde mental.

“O acompanhamento da saúde mental é amplo campo a ser explorado”, diz Choudhury. Ela propõe utilizar o microfone do telefone para monitorar os níveis de estresse na fala. Saber onde e quando ocorrem eventos estressantes pode levar a conselhos sobre como evitá-los.

 

telefone celular infográfico doutíssima 

Aplicativos que podem ser usados

Já existem aplicativos que podem ser transformar o telefone celular em ferramenta para ajudar a melhorar a saúde mental. Um deles é o PTSD Coach, app criado pelo Centro de Transtorno do Estresse Pós-Traumático do Departamento de Assuntos de Veteranos.

O programa oferece informações e exercícios para ajudar a controlar o estresse e a depressão depois de um evento traumático. Ele tem uma ferramenta de monitoramento para acompanhar sintomas de estresse e links para serviços de ajuda telefônicos e outros recursos para amigos e familiares. Está disponível para iOS e Android.

Já para quem prefere jogos, o MoodTune usa truques baseados em tarefas para tentar manter a depressão e a ansiedade sob controle. O aplicativo foi desenvolvido depois de quase 10 anos de pesquisas.

Já o Optimism funciona como uma ferramenta de autoacompanhamento para que o usuário identifique que elementos influenciam seu bem-estar mental e emocional.

O aplicativo ajuda a detectar padrões de comportamento de saúde e oferece recomendações com base nisso. O objetivo é ajudar o usuário a identificar sozinho certos gatilhos de saúde mental.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


Sites parceiros