Pela garantia do salário e emprego fixo, muitas pessoas optam pelo concurso público. O 28 de outubro, Dia do Servidor Público, pode até não ser um feriado nacional, mas é considerado ponto facultativo para alguns trabalhadores.

A data homenageia profissionais que trabalham em áreas públicas como hospitais, escolas, escritórios e repartições. O dia surgiu através do Conselho Federal do Serviço Público Civil, em lembrança da criação da Lei nº 1.713, de 28 de Outubro de 1939, que determina os direitos e deveres dos servidores públicos.  

concurso-publico-doutissima-shutterstock
Provas de concurso público exigem estudo, dedicação e concentração dos candidatos. Foto: Shutterstock

O que é ser servidor público

três principais tipos de servidores públicos, o municipal, estadual e federal. Os municipais atuam na prefeitura de uma cidade, os estaduais pertencem ao governo de um Estado e os federais são subordinados à União da República.

 

O salário de um servidor público é pago com o dinheiro dos cofres públicos de suas regiões. De acordo com o artigo 37, inciso segundo da Constituição Federal, para ingressar no serviço público, o cidadão deve, primeiramente, participar de um concurso público ou processo seletivo e ser devidamente aprovado.

Entretanto, há algumas exceções, como cargos em comissão declarado em lei de livre nomeação e exoneração, e contratação temporária de excepcional interesse público. Além disso, existem requisitos básicos para ingresso em cargos efetivos, como a nacionalidade brasileira ou equiparada, gozo dos direitos políticos, quitação com as obrigações militares e eleitorais, nível de escolaridade exigido para o exercício do cargo e idade mínima de 18 anos.

Dicas para concurso público

Ao decidir para qual concurso público você irá se inscrever, é importante definir os materiais de estudo que serão necessários. Por exemplo, se sua escolha for o Ministério Público, logo, você precisa estudar os últimos editais daquele setor. Com o material nas mãos, você deve reservar o maior tempo possível para a preparação.

Se pergunte quantas horas por dia dispõe para estudar. Em seguida, divida esse tempo entre as matérias solicitadas. Procure preencher a maioria de seu tempo livre, sempre adicionando mais tempo de estudo quando possível.

Para que a preparação não seja algo cansativo, procure fazer pausas de 10 minutos a cada duas horas de estudo, no máximo. Aproveite para analisar seu desempenho, planejando o seu dia e reservando um tempo para o lazer e a saúde.

Também é importante se concentrar em apenas uma tarefa de cada vez. Para conseguir se dedicar ao estudo, talvez seja necessário você admitir que seu trabalho, casa, amigos, família, muitas vezes ficarão em segundo plano.

Pedir ajuda é uma maneira de reconhecer que você também possui dificuldades. Apenas tome cuidado para não exagerar na dose e querer que façam tudo por você. Quando chegar ao fim das matérias, o medo de esquecer o que foi estudado é normal, afinal, o concurso público exige conteúdos bastante específicos para cada cargo.

Nesse caso, a repetição é o movimento mais indicado. Apesar de ser uma das etapa mais trabalhosas e de pouco ser utilizada, ela é essencial para organizar as informações já conhecidas. É nesse momento que você pode aproveitar para fazer o resumo de tudo que considera importante.

Em setembro, o Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão (MPOG) anunciou a suspensão dos concursos públicos em 2016. Apesar da decisão, aqueles que já foram autorizados em 2015 não são afetados pela medida.

 

Dessa forma, estão garantidas as seleções para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a Fundação Nacional do Índio (Funai), a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e a Agência da Saúde Suplementar (ANS).

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!