Em tempos de crise econômica, o planejamento financeiro de um casal pode decidir o rumo do poder aquisitivo da família e até mesmo o futuro do casamento. Segundo pesquisa de 2012 realizada por Terri Orbuch, psicóloga e professora da Universidade de Michigan, Estados Unidos, o dinheiro é o principal motivador de conflitos entre os cônjuges.

O estudo apontou que 49% das pessoas divorciadas entrevistadas alegaram que suas brigas ocorriam principalmente por causa de perfis econômicos diferentes e de mentiras sobre gastos. Veja abaixo como não deixar que o lado financeiro interfira na sua relação.

planejamento-financeiro-doutissima-shutterstock
Engajamento é o grande responsável pelo sucesso financeiro de uma família. Foto: Shutterstock

Proteja a família da crise financeira

De acordo com Gisele Gengo, partner da Sociedade Brasileira de Coaching, o engajamento é o grande responsável pelo sucesso financeiro, não apenas de uma família, mas também de uma empresa, e até de um país.

“Uma família engajada e comprometida vence qualquer desafio, por isso é extremamente importante estabelecer o propósito da família, aliado a valores que ditam as regras pelas quais ela deve se guiar para tomar suas decisões, faz toda a diferença não apenas para protegê-la de uma crise financeira, mas também para que passe por qualquer problema”, explica.

Segundo a profissional, quando entendemos que todos os participantes da família têm o seu papel na construção da prosperidade familiar tudo fica mais fácil. Por exemplo, para conquistar independência financeira, todos devem trabalhar a contribuição, a honestidade, a conexão, o amor e a segurança.

 

Para Gisele, quanto maior a capacidade de todos guardarem dinheiro, maior sua prosperidade nas finanças. “Ao acumular reservas em dinheiro a família passa a ter uma receita passiva, ou seja, uma receita que não depende de trabalho para sua aquisição, pois ela se dá através de investimentos”, demonstra.

 

Tendo em vista que a maioria dos casais não tem o hábito de discutir a vida financeira, sempre que é necessário passar por momentos de recessão, a crise conjugal aparece. Ao falar sobre conquistas e perdas, decisões tomadas em conjunto, aliadas à integração de objetivos e celebração de triunfos, podem ajudar o casal a superar os problemas. 

 

Como investir em um planejamento financeiro?

A profissional aponta oito dicas que podem mudar a forma de planejamento financeiro do casal. Confira a seguir.

1. Engaje sua família em um propósito ligado à prosperidade.

 

2. Defina os valores que irão nortear as tomadas de decisão da família.

 

3. Use uma planilha financeira onde constam a receita de todos os membros da família e as despesas que a família promove.

 

4. Especifique as despesas. Existem as despesas obrigatórias – necessárias para manter a família – e as supérfluas – realizadas para proporcionar prazeres. Coloque todas as despesas na planilha, mesmo as mais baratinhas.

5. Veja se existe a possibilidade de economizar substituindo produtos. Toda economia possibilita aumento de riquezas no futuro.

6. Toda a vez que conseguir uma promoção, ou um ganho extra, economize 50% desse valor.

 

7. Evite dívidas e pague tudo o que puder à vista.

 

8. Guarde de 10% a 20% do seu salário, pensando em nunca ter que precisar dele. 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 


DEIXE UMA RESPOSTA