[the_ad_group id="16401"]
Cirurgia Plástica > Saúde

Lipoenxertia: preenchimento com gordura como tratamento estético

Por Redação Fortíssima 17/03/2016

Você já ouviu falar em lipoenxertia? O procedimento estético consiste no preenchimento facial ou corporal utilizando a gordura do próprio paciente, que é retirada de uma região que esteja com excessos. É indicado para corrigir irregularidades de contorno ou ainda aumentar uma parte do corpo, como glúteos e seios.

O procedimento e a recuperação são mais simples que outros métodos, como a colocação de próteses de silicone, por exemplo. Muitas pessoas optam pela técnica com enxerto de gordura para conquistar um resultado mais natural. Além disso, o procedimento pode ser associado com outros tratamentos estéticos.

lipoenxertia

O procedimento é usado principalmente para aumentar glúteos. Foto: iStock, Getty Images

Como funciona a lipoenxertia

Após ser retirada, a gordura é preparada com a eliminação de restos de soro, anestésico local, sangue e gordura líquida, preservando as células de gordura e mesenquimais viáveis para o paciente.

Após o preparo com cuidado, a gordura é colocada em seringas próprias e injetada nas regiões desejadas, tanto na face como no corpo. Vale destacar que a gordura é retirada através de uma lipoaspiração, o que já contribui para um ganho estético adicional.

Como é uma substância retirada do próprio paciente, ela não causa a formação de anticorpos e nem reações teciduais, que geralmente ocorrem quando são utilizados outros materiais.

A única desvantagem da lipoenxertia é a reabsorção da gordura pelo corpo, que pode ocorrer em maior ou menor grau com o passar do tempo. Normalmente, 30% do total é absorvido pelo corpo, o que varia de acordo com cada pessoa.

A lipoenxertia é utilizada principalmente para o aumento dos glúteos. No preenchimento facial, pode ser associada à ritidoplastia para a prevenção do envelhecimento precoce. Quando a gordura é misturada com o plasma rico em plaquetas, obtido do próprio sangue do paciente, diminui o edema e estimula a produção de colágeno.

A revitalização facial também pode ser conquistada com a associação do lifting e de procedimentos menores, como nas pálpebras e em pequenas correções no excesso de pele do pescoço.

A técnica ainda é uma boa opção para quem quer aumentar o volume dos seios de forma moderada, sem a inclusão de próteses de silicone ou para a abordagem de regiões nas quais as próteses não podem ser utilizadas.

Contraindicações e cuidados do procedimento

A lipoenxertia não possui contraindicações, mas cada caso deve ser avaliado individualmente por um cirurgião especializado na técnica. Em geral, o paciente recebe alta hospitalar no mesmo dia da cirurgia.

Já a recuperação é semelhante à lipoaspiração: não se deve manipular a área no primeiro mês de pós-operatório. Entre quatro e sete dias depois da cirurgia já é possível retornar ao trabalho e voltar às atividades normalmente. Como o enxerto é realizado em locais que já possuem tecido adiposo, podem ocorrer oscilações de peso.

E aí, o que acha sobre o assunto? Deixe um comentário! E não esqueça de compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]