[the_ad_group id="16401"]
Dieta > Nutrição

Saiba como aproveitar os ovos de Páscoa sem prejudicar a dieta

Por Francine Costanti 18/04/2019

Quem consegue resistir aos ovos de chocolate durante a Páscoa? Para aqueles que estão de dieta, o desafio de passar o feriado sem cair em tentação é coisa séria. Mas saiba que é possível, sim, comer ovos de Páscoa sem extrapolar e ainda manter a forma.

É o que garante a nutricionista Natalie Milena da Silva. Segundo ela, apesar de toda a polêmica que relaciona o consumo do chocolate ao aumento de peso, ele faz bem à saúde: “O chocolate é considerado uma das grandes fontes alimentares de flavonoides, compostos antioxidantes que diminuem o risco de doenças cardiovasculares, ajudam na melhora do fluxo sanguíneo, reduzem a pressão arterial e melhoram os níveis de colesterol ruim”, explica.

Além disso, o seu consumo libera endorfina, que estimula o apetite sexual e causa sensação de bem-estar, e pode ajudar na redução da TPM e da ansiedade.

Mas qual a quantidade certa para o consumo do chocolate? A nutricionista indica de 10 a 15 gramas diariamente, o que equivale a 3 quadradinhos de uma barra. É importante não ultrapassar essa quantidade também na Páscoa para não prejudicar a dieta.

gula

Se consumido moderadamente, o chocolate libera endorfina, que ajudar na redução da TPM e da ansiedade. Foto: iStock

Melhores tipos de chocolate

“Para obter os benefícios dos flavonoides presentes no chocolate, devem-se consumir os do tipo amargo, com mais de 70% de cacau. O chocolate ao leite apresenta quantidades muito pequenas e o chocolate branco não apresenta nenhum antioxidante, pois não contém massa de cacau”, orienta Natalie.

A especialista ressalta ainda que o chocolate diet pode parecer uma boa pedida por não conter açúcar, mas na verdade tem uma grande quantidade de gordura se comparada ao chocolate ao leite: “Ele muitas vezes tem mais gordura do que o chocolate normal – até o dobro -, por isso é importante ficar de olho nas informações nutricionais. A indicação desse tipo de chocolate é preferencialmente para quem tem diabetes”.  

Conheça algumas curiosidades sobre o chocolate de Páscoa

Exagerei, e agora?

Voltar ao foco pós-Páscoa muitas vezes é uma missão difícil, pois a vontade de continuar comendo chocolate é grande (ainda mais quando se tem restos de ovos de Páscoa esperando você em casa). “A primeira dica é doar os chocolates que sobraram ou guardar em algum lugar em que você não os veja com frequência. Assim, as chances de cair em tentação são menores. Também recomenda-se aumentar o consumo de água, uma vez que ela contribui para a eliminação das toxinas do corpo”, aconselha Natalie.

A nutricionista também recomenda o consumo de frutas e verduras cruas, pois elas estimulam o intestino e ajudam a aumentar a saciedade, diminuindo a fome. “Esforce-se para não consumir açúcar ou reduzir a sua quantidade, já que ele foi muito presente nos últimos dias. Volte ao foco, retome a dieta e lembre-se de seus objetivos. Além disso, faça atividade física para gastar as calorias ingeridas”, completa.

De olho na Páscoa: 3 receitas saudáveis com cacau


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]