[the_ad_group id="16401"]
Especialidades

Odores vaginais podem indicar doença e prejudicar vida sexual

Por Redação Doutíssima 27/07/2014

A vagina tem um cheiro natural, o qual, segundo especialistas, é um recurso para a atração sexual. Porém, ele deve ser agradável e fresco. Quando o aroma da vagina é desagradável, é um sinal de que pode existir algum problema.

Os odores vaginais podem levar a situações desagradáveis, sejam no dia a dia ou durante as relações sexuais. Veja neste artigo quais as causas mais comuns dos incômodos odores na vagina e como este problema pode ser solucionado.

odores-vaginais

Para evitar os odores vaginais, escolha um sabonete com pH neutro ou específico. Foto: Shutterstock

Vagina possui micro-organismos

A flora vaginal é composta por diferentes tipos de bactérias, que vivem em equilibro, não resultando em nenhum risco à saúde. Mas e se este equilíbrio é afetado e certos organismos começam a proliferar?

Nesse caso, você provavelmente terá uma infecção. Portanto, se sua vagina está exalando um cheiro desagradável, isso não quer dizer que seja por questões de higiene, provavelmente você tem uma infecção causada por fungos.

O cheiro da vagina é muito revelador sobre a sua saúde. A vagina saudável tem um odor normal, leve, no entanto, vagina que possui alguma infecção, tem um cheiro forte e desagradável.

Causas dos odores vaginais

Uma vagina saudável tem um cheiro semelhante ao iogurte natural, pois a flora vaginal possui lactobacilos que protegem contra a infecção. Mas a verdade é que toda mulher tem um cheiro diferente.

Por exemplo, durante o ciclo menstrual, os odores vaginais podem ser mais intensos e o cheiro mais forte não significa que existe algo errado. Veja quais são as principais causas dos odores na vagina:

Vaginose bacteriana

As causas desta infecção no corpo da mulher são o desequilíbrio das bactérias que vivem naturalmente na vagina. Em condições normais, as bactérias vivem em equilíbrio, mas, por razões ainda desconhecidas, isso pode acabar. Quando isso acontece, começa a gerar uma infecção, que produz odores vaginais e uma secreção cinza ou branca.

Tricomoníase

É uma doença sexualmente transmissível, que cria um odor muito forte e desagradável. Os sintomas mais comuns para detectá-la são através da dor e da irritação durante o sexo, penetrantes odores vaginais, ardência ao urinar e inchaço – todos causados por infecções fúngicas.

Má alimentação

Outra causa dos odores é a má alimentação. Certos alimentos tratados com hormônios ou nutrientes ricos em açúcar podem provocar uma alteração nas secreções vaginais e no PH, resultando em odores vaginais.

Como evitar os odores vaginais

Algumas medidas podem prevenir o aparecimento dos odores vaginais. É sempre aconselhável, por exemplo, a utilização de roupa íntima de algodão e evitar ao máximo usar calças muito apertadas, que não deixe as partes íntimas respirarem.

A higiene íntima também é fundamental para controlar os odores. Mas, assim como a falta de higiene pode prejudicar, o excesso dela também, já que retira a proteção natural da vagina. É sempre melhor lavar a área genital com água e sabonete, mas, se usar sabonete, o recomendado é escolher um com pH neutro ou específico para essa área delicada.

Estes são apenas alguns cuidados básicos. Se um odor desagradável aparecer na área íntima, a principal recomendação é ir ao ginecologista imediatamente, para determinar a causa dos odorese prescrever o tratamento adequado.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]