Especialidades

Sintomas da hipertensão só aparecem em fases avançadas da doença

Por Redação Doutíssima 27/08/2014

Há um equívoco comum quando se trata da hipertensão, mais conhecida como pressão alta: é de que somente as pessoas que apresentam sintomas como nervosismo, sudorese, dificuldade para dormir ou rubor facial a possuem. A verdade é que, na fase inicial da doença, não há sintomas da hipertensão – os casos, nesse estágio, em sua maioria são assintomáticos.

Ausência de sintomas da hipertensão mascara doença

Segundo dados da Sociedade Brasileira de Hipertensão (SBH), cerca de 25% dos brasileiros são hipertensos e, segundos especialistas, quase um terço das pessoas que têm pressão alta não sabem disso. Veja a seguir como identificar os sintomas da hipertensão e como prevenir e tratar esta doença.

sintomas-da-hipertensão

Níveis de pressão maiores que 14 por 9 indicam um diagnóstico de hipertensão. Foto: Shutterstock

Hipertensão é um mal silencioso

Um dos aspectos mais perigosos da pressão alta é que você pode não conseguir definir se possui a doença, ou não. Isso porque os sintomas da hipertensão demoram para a aparecer.

“Um a cada quatro indivíduos adultos tem pressão alta. Metade das pessoas maiores de 60 também. Homens e mulheres, brancos e negros, obesos e magros, calmos e nervosos. Todos podem ser vítimas da hipertensão”, alerta a Dra. Fabíula Schwartz, cardiologista do Instituto Nacional de Cardiologia e coordenadora da Cardiologia do Hospital Caxias D’Or.

Desde 1900, acreditava-se que as dores de cabeça eram mais comuns entre as pessoas com pressão arterial elevada. No entanto, de acordo com um estudo publicado na revista Neurology, os portadores da condição parecem ter significativamente menos dores de cabeça do que a população geral. Esta falta de sintomas da hipertensão na fase inicial é resultado de uma doença com ação lenta no organismo.

“A pressão alta acontece quando os vasos sanguíneos do corpo estão contraídos e o coração, ao bombear o sangue, acaba gerando pressão elevada dentro desses vasos”, explica a cardiologista. Por isso, medir os seus níveis de pressão arterial se torna fundamental. “Níveis de pressão arterial maiores que 14 por 9 já indicam um diagnóstico de pressão alta”, completa a Dra. Fabíula.

Algumas pessoas com início de pressão arterial elevada podem ter dores de cabeça, tonturas ou hemorragias nasais, porém, estes sinais geralmente não ocorrem até que a pressão arterial chegue a um estágio grave, no qual pode causar sérios danos à saúde.

Doença não tem cura

Apesar da hipertensão não ter cura, é possível controlá-la. “É uma doença crônica e deve ser tratada pelo resto da vida. Alimentação com pouco sal, controle do peso e exercícios físicos pelo menos quatro vezes por semana são indicados para todos”, revela a Dra. Fabíula Schwartz.

Por isso, é necessário consultar um médico, para que ele possa avaliar e acompanhar sobre a necessidade de um tratamento com medicação. Além disso, poderá acompanhar os níveis de pressão e se existe, ou não, uma lesão no organismo.

Como detectar os sintomas da hipertensão

– Uma das melhores formas de descobrir estes sintomas da hipertensão em sua fase inicial é medir a sua pressão arterial regularmente, ou pelo menos uma vez por ano. Se você tem níveis de pressão arterial maiores que 14 por 9 em várias medições, pode ser um indicativo da doença.

– Outros fatores, como pais com a doença, fumantes, sedentários, obesos ou pessoas que ingerem bebida alcoólica com frequência ou ainda uma grande quantidade de sal estão entre o grupo de risco da hipertensão.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


Sites parceiros