[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral

Tratamentos simultâneos podem levar à intoxicação medicamentosa. Saiba mais!

Por Redação Doutíssima 21/09/2014

Aliados da promoção da saúde, os medicamentos também podem ocupar o papel contrário, provocando reações adversas, especialmente se administrados de forma incorreta e voluntária, ou seja, sem orientação médica. Entre os principais remédios que causam intoxicação medicamentosa, estão os benzodiazepínicos, os antigripais, os antidepressivos e os antiinflamatórios.

À primeira vista, pode parecer estranho o fato de um medicamento que tenha efeitos benéficos poder causar danos à saúde. O problema é que, se administrado em doses elevadas ou em tratamentos simultâneos, podem levar a uma intoxicação medicamentosa, quadro grave que pode matar.

intoxicação-medicamentosa

Não utilize medicamentos por contra própria ou pode acabar gerando intoxicação. Foto: Shutterstock

Intoxicação medicamentosa por analgésicos

A principal causa de intoxicação medicamentosa, em especial em crianças, ocorre devido ao consumo de doses elevadas de analgésicos. Como é um medicamento comum em lares, muitas vezes os pequenos acabam tomando por intoxicação medicamentosa.  A pessoa que ingerir mais de seis comprimidos de 500g de analgésicos, por exemplo, pode vir a sofrer uma intoxicação.

Os primeiros sintomas são náuseas, vômitos e dores no estômago. Em seguida, começa a ficar agitada, causando um aumento na frequência respiratória.

Apesar de este remédio ter efeito antitérmico, em doses elevadas ele eleva a temperatura do corpo. Nessa fase, a vítima deve ser levada imediatamente para uma unidade hospitalar, pois a intoxicação medicamentosa pode provocar sua morte.

Chame uma ambulância e, enquanto aguarda a chegada do profissional, dê a vítima diversos copos de água com bicarbonato. Isso faz com que a acidez gástrica diminua e a absorção do medicamento seja reduzida.

Intoxicação medicamentosa por sedativos

Sedativos são outro medicamento que nem sempre é utilizado para fins benéficos ao organismo. Se  administrado em doses elevadas, tende a provocar uma intoxicação, principalmente se a pessoa ingerir álcool conjuntamente.

Os principais sintomas são sonolência, apatia, falta de coordenação nos movimentos e diminuição da amplitude e frequência dos movimentos respiratórios.

Geralmente, esses sintomas desaparecem em até dois dias. No entanto, de acordo com a quantidade que foi ingerida pelo paciente, pode ocorrer a debilidade do sistema nervoso central, conduzindo ao estado de coma e até a morte.

A melhor forma de interromper uma intoxicação medicamentosa causada por sedativos é provocar o vômito para eliminar o medicamento que ainda não foi absorvido e depois procurar uma unidade hospitalar.

Como prevenir uma intoxicação

Se você tem crianças em casa, mantenha medicamentos, produtos de limpeza e cosméticos fora do alcance dos pequenos. De preferência, guarde-os em armários trancados.

Lembre-se que a intoxicação medicamentosa pode ocorrer devido à mistura de tratamentos simultâneos. Por isso, não se automedique. Siga sempre as orientações do seu médico, leia a bula atentamente e não guarde medicamentos vencidos.

Outra dica importante é ficar sempre muito atento a dosagens receitadas dos remédios receitadas pelo médico. A intoxicação causa alterações no funcionamento do organismo e pode levar à morte.

A primeira medida a ser tomada é verificar se realmente houve envenenamento. Caso desconfie, leve a vítima o mais rápido possível para uma unidade hospitalar. Não provoque o vômito quando a intoxicação for por ácido, soda cáustica, alvejantes, ou veneno que cause queimadura, água com cal, amônia, desodorante e derivados de petróleo.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]