O ViPR é uma ferramenta de treinamento funcional e pode preencher a lacuna entre o movimento e a força. Parecido com um tubo cilíndrico com alças, esse acessório é capaz de ser transportado, arrastado e jogado, sendo possível encontrá-lo em diferentes pesos.

 

Ele oferece uma variada gama de opções de treino, ensinando o corpo a funcionar de forma eficaz dentro e fora da academia.

vipr doutissima instagram reproducao
Treino com equipamento cilíndrico proporciona dinamicidade na execução de movimentos. Foto: Facebook, Reprodução

 

ViPR: vitalidade, desempenho e recondicionamento

ViPR é uma sigla em inglês que significa “vitality, performance and reconditioning” – vitalidade, desempenho e recondicionamento, em português. De acordo com o site oficial da ferramenta, ela foi desenvolvida pelo especialista em fitness canadense Mical Dalcourt.

Ele estava trabalhando com jogadores de hóquei quando notou que os atletas que cresceram em fazendas tinham a tendência de ser muito mais fortes do que aqueles que foram criados em um ambiente mais urbano.

 

Dalcourt percebeu que os rapazes da fazenda realizavam mais trabalhos manuais com variadas cargas, e que isso exigia deles uma série de diferentes movimentos com o corpo. Em contrapartida, os garotos da cidade usavam apenas a academia para realizar os exercícios mais tradicionais.

 

A partir disso, ele desenvolveu um tubo feito de borracha e disponível em sete pesos diferentes. O ViPR tem uma abundância de exercícios possíveis, desafiando pessoas com quaisquer níveis de habilidade. Você é capaz de usá-lo tanto da mesma maneira como usa um halter ou barra, ou então de modo a realizar movimentos complexos multidirecionais.

 

Esse equipamento preenche a lacuna entre o movimento e o treinamento de força porque combina dinâmicas corporais com carga e exercícios de peso. Os programas tradicionais de treinamento de força são baseados em técnicas de isolamento muscular, nas quais você realiza o exercício em pé, sentado ou deitado – o que não acontece com o treino de ViPR.

 

O corpo humano é projetado para realizar muitos movimentos no dia a dia para atingir os objetivos da vida cotidiana. Se ele evoluiu para funcionar como um todo, então é mais do que natural treiná-lo como uma unidade inteira. Essa categoria inteiramente nova de exercício condicionado é chamada de integração de todo o corpo (WBI).

 

Quais são os benefícios do ViPR

Ao invés de músculos trabalhados isoladamente, essa abordagem propõe movimentos que exigem do corpo um trabalho em sinergia – como ocorre em qualquer situação da “vida real”, fora da academia.

Por isso, as possibilidades de resultados são muitas. Por exemplo, você é capaz de melhorar agilidade e força, já que o corpo se move em uma infinidade de tarefas com carga.

 

Por outro lado, em dinâmicas mais complexas, o corpo é forçado a trabalhar a maioria dos músculos em conjunto. E isso faz com que ele naturalmente equilibre os grupos musculares para diminuir as probabilidades de sobrecarga – reduzindo a possibilidade de lesões.

 

Além disso, trabalhar vários grupos musculares ao mesmo tempo significa queimar mais calorias em sessões mais rápidas e eficientes. É possível queimar até 500 calorias em apenas 30 minutos de treino com esse método.

 

Para aqueles que ficaram interessados nessa nova mania fitness, ela já pode ser encontrada em diversas academias. Vale a pena experimentar uma aula.

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar! 

 

É fã do Doutíssima? Acompanhe o nosso conteúdo pelo Instagram!


DEIXE UMA RESPOSTA