Especialidades

Resfriado pode ser causado por mais de 200 tipos de vírus

Por Redação Doutíssima 29/10/2014

Existem inúmeros vírus que podem causar o resfriado, sendo os mais comuns o rinovírus, o coronavírus e o parainfluenza. Quando a pessoa está contaminada, o vírus destrói o revestimento interno das vias respiratórias, afetando o nariz e a garganta. Ele faz com que as defesas do organismo reajam, agravando ainda mais a inflamação.

resfriado

Similar à gripe, doença é comum ao longo de todo ano. Foto: iStock, Getty Images

Por causa disso, algumas bactérias podem acabar se alojando através das vias aéreas superiores, ocasionando catarro. Nesse caso, é preciso atenção para que o vírus, em conjunto com bactérias, não seja a origem de uma pneumonia.

 

Impossível pegar um resfriado só

 

O resfriado é muito comum e é praticamente impossível nunca pegar um durante a vida. A contaminação é feita pelo contato entre pessoas, geralmente 2 ou 3 dias após a infecção do vírus.

 

Gotículas que saem ao falar, tossir ou espirrar são transmitidas de uma pessoa infectada para a outra que, se contaminada, passa a apresentar os sintomas. Em geral, é detectado através de dor de garganta, dor de cabeça, dor no corpo, espirros, tosse, obstrução do nariz, coriza e diminuição de cheiros e gosto.

 

Poucas pessoas apresentam febre, mas ela pode ocorrer – quase sempre sendo baixa. Quando sentir os sintomas, beber bastante água, ficar agasalhado e repousar são medidas que auxiliam a reduzir o mal estar.

 

Para evitar o resfriado, é aconselhável lavar sempre as mãos, evitar tossir ou espirrar sem cobrir a boca e nariz, não ficar em contato direto com pessoas que já apresentem algum sinal da doença, não ficar em locais fechados com muitas pessoas ao mesmo tempo, evitar mudanças bruscas de temperaturas ou sair sem agasalho para o clima frio.

 

Resfriado não é gripe

 

É bastante comum confundir o resfriado com a gripe, mas as doenças são diferentes. Quando a pessoa está resfriada, os sintomas costumam ser mais leves devido ao tipo de vírus que se aloja no organismo.

 

Se estiver gripada, o vírus Influenza, que é responsável pela doença, geralmente é bastante agressivo. Esta é a primeira diferença entre os dois: o vírus. Enquanto o resfriado pode ser transmitido por mais de 200 tipos diferentes de vírus, a gripe é basicamente originária de um: o Influenza.

 

Por ser leve, a pessoa resfriada é tratada apenas para alívio dos sintomas. Paracetamol, analgésicos, antitérmicos e dipirona são os medicamentos mais comuns utilizados, já que diminuem as dores e complicações. Os antibióticos não causam efeito no vírus, sendo contraindicados.

 

Geralmente, em uma ou duas semanas os sintomas da pessoa resfriada começam a desaparecer e o revestimento interno afetado começa a se regenerar.

 

A gripe, ao contrário, costuma ser forte. Seu tratamento requer uma consulta ao médico e pode ser tratada, além de medicamentos, através de vacina. Além disso, é preciso estar atento à tosse, que é uma característica da gripe.

 

Quando a pessoa sente um mal estar súbito, ficando cansada e sem ânimo, possivelmente é porque está gripada. Caso os sintomas não desapareçam entre 7 e 10 dias, é necessário consultar o médico para ver se não há outras complicações provenientes da doença.

 

 


Sites parceiros