Motivação

O que você precisa saber para estudar fora do Brasil

Por Redação Doutíssima 16/11/2014

Se no passado estudar fora do Brasil era um sonho restrito a poucos, hoje a meta é muito mais próxima. Só no ano passado, o país registrou mais de 170 mil intercâmbios estudantis.

Chance de estudar fora do Brasil é cada vez maior

Com a disseminação de programas como o Ciência Sem Fronteiras ou mesmo pela simplificação de acesso, estudar fora do Brasil tem se tornado um objetivo cada vez mais comum entre os jovens brasileiros.

estudar-fora-do-Brasil

É cada vez mais fácil ter a chance de se aprimorar no exterior. Foto: iStock, Getty Images

A facilidade que há hoje para se estudar fora do Brasil não significa, entretanto, que o intercambista não deva estar atento a diversos detalhes.

Independentemente do país que se escolha, estudar fora do Brasil exige alguns cuidados prévios e durante a estadia internacional.

Confira algumas dicas para que sua experiência de estudar fora do Brasil seja a mais agradável possível:

Dicas para estudar fora do Brasil

– Conheça o seu destino: pesquise a localização e os aspectos políticos, religiosos e culturais da nação em que você irá viver, mesmo que por curto espaço de tempo.

– Providencie seu passaporte com antecedência.

– Verifique as exigências de visto do país que você pretende conhecer, lembrando que cada um tem critérios e exigências próprias para o ingresso e permanência de estrangeiros.

Não entre como turista se a ideia é permanecer períodos mais extensos para estudar, pois existe risco de deportação. Consulte sempre a embaixada ou consulado para saber dos procedimentos exigidos.

– Lembre-se que, ainda que esteja em posse de visto prévio de entrada, a decisão final sobre o ingresso no país é feita exclusivamente pela autoridade de imigração. É decisão soberana de cada nação aceitar ou não um estrangeiro em seu território.

Portanto, adotar postura respeitosa é fundamental para evitar problemas com os agentes que monitoram a entrada de pessoas no país.

– Nunca confie em intermediários que prometem levá-lo a qualquer país sem a documentação requerida. Pode tratar-se de imigração ilegal, que pode levar à prisão.

– Tenha consigo os endereços e telefones das embaixadas e consulados brasileiros no seu país de destino para casos de dificuldade.

Se acontecer de ficar detido por alguma autoridade no exterior, lembre-se de que você tem o direito de telefonar para a embaixada ou consulado brasileiro.

– Ao receber seu ticket de viagem, confira se seus dados estão corretos e se as datas estão de acordo com o que foi planejado.

– Mantenha uma cópia do passaporte no bolso, onde quer que você vá.

– Certifique-se sobre a necessidade de vacinas.

Identifique sua bagagem com nome, endereço e telefone.

– Informe-se sobre a voltagem do país. Leve adaptadores de aparelhos elétricos na mala se necessário.

– Um dia antes da viagem, cheque mais uma vez a confirmação do voo.

– Esteja no aeroporto três horas antes do embarque.

– Tenha consigo um ou mais cartões de crédito internacionais.

– Troque dinheiro no aeroporto para pagar táxi, metrô ou ônibus para então procurar por casas de câmbio mais em conta na cidade.

Leve remédios, lembrando que é difícil comprar medicamento sem receita no estrangeiro.

– Faça um seguro saúde para casos de emergência.

– Qualquer problema que enfrente nas ruas, peça ajuda a um policial.

 

 


Sites parceiros