Especialidades

Saiba que doenças a cor da urina pode revelar

Por Redação Doutíssima 20/11/2014

A cor da urina, a densidade e o seu cheiro pode falar muito mais do que você imagina sobre o estado de sua saúde. Por meio dela é possível descobrir o que se está comendo, estimar a quantidade de líquidos que está sendo ingerida e suspeitar de doenças que possamos ter.

Por isto, é bom se manter atenta a algumas alterações que podemos reconhecer só de olhar para a urina, e saber o que fazer em seguida.

cor-da-urina

Diversas doenças podem ser detectadas com alterações no xixi. Foto: iStock, Getty Images

Cor da urina está ligada ao funcionamento do organismo

A urina é uma parte fundamental do processo de descarte dos excessos e tozinas produzidas dentro do nosso corpo, sendo ela o resultado direto da filtração do sangue pelos rins. Com isto, seu trabalho acaba sendo o de excretar o que não for necessário e remover a água em excesso.

Pela presença de um pigmento chamado urocromo, a cor da urina normalmente é amarela clara, podendo apresentar vários tons da mesma cor dependendo do grau de hidratação da pessoa. Um tom incomum não é, necessariamente, motivo para alarme, mas deve ser observado, pois pode sinalizar algum problema de saúde.

Uma urina transparente, quase incolor, pode significar ingestão excessiva de líquidos, ou baixa capacidade de concentração da urina pelos rins, como ocorre na doença renal crônica. Ela também pode significar graves más formações do trato urinário.

Se a cor do xixi se apresentar na coloração acastanhada ou amarela escura, pode significar que ela está extremamente concentrada devido à pouca quantidade de água para diluí-la, sendo um quadro característico de desidratação.

No entanto, a cor da urina amarela forte pode significar outros problemas. Em casos de infecção, por exemplo, há uma grande quantidade de células chamadas leucócitos que deixam a urina mais forte e com cheiro mais pronunciado devido à presença de bactérias.

O quadro geralmente está associado com sintomas como dor ou ardor para urinar e vontade de urinar diversas vezes, em pequenas quantidades e mediante esforço, dor na região inferior da barriga, sendo situações características de cistite (infecção na bexiga) ou uretrite (infecção na uretra).

Relação entre cor da urina escura e doenças graves

Quando a cor da urina é amarronzada pode significar doença hepática ou renal. Já se for de coloração escurecida, quase preta, pode significar porfiria ou acetonúria, doenças genéticas raras.

No caso de infecções urinárias, algumas bactérias podem deixar a urina turva, leitosa ou alterar seu odor e sua cor, às vezes até deixando-a esverdeada ou arroxeada.

A ocorrência da coloração vermelha, avermelhada ou alaranjada na urina costuma assustar, já que isso pode indicar que há sangue nela. Isto pode revelar doenças renais e do trato urinário, como infecção urinária, cálculos urinários, cistos renais, nefrites, e outras doenças dos glomérulos e também tumores de bexiga ou dos rins.

Diante deste quadro, procure o seu médico, pois caberá a ele descobrir o diagnóstico por meio de exames simples.

É importante lembrar que existem condições não patológicas que podem alterar a cor da urina como é o caso de alimentos como a beterraba, amora, aspargos e doces com corantes.

Alem disto, o consumo de algumas medicações também pode mudar a coloração do xixi. Dentre eles, alguns antibióticos, destacando-se a rifampicina, antissépticos urinários, alguns anticoagulantes e as vitaminas B e C.

Com base nestes dados, é fundamental prestar atenção na coloração da sua urina, pois este hábito pode prevenir doenças. Sempre que houver uma alteração da urina, procure manter a calma, avaliar a situação e buscar ajuda médica.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros