[the_ad_group id="16401"]
Clínica Geral > Especialidades

Você sabe qual é a relação entre o ronco e a apneia do sono?

Por Redação Doutíssima 02/06/2014

Embora seja muito comum, em geral, não é do conhecimento da maioria das pessoas a existência de uma relação entre o ronco e a apneia. O ronco é conhecido pelo barulho provocado e que geralmente incomoda o parceiro ou familiares. Mas poucos sabem que o ronco é um fenômeno biológico e físico, dentre tantos outros fenômenos inerentes ou decorrentes do funcionamento normal do corpo humano, e tão antigo quanto o próprio homem.

Recentemente, a ciência começou a se preocupar mais com este fenômeno, quando passou a observar alguma relação entre o indivíduo que ronca durante o sono e seu comportamento durante as horas em que está acordado. Especialmente no que se refere à queda de sua eficiência durante as atividades diurnas.

Quem sofre de ronco e de apneia do sono pode elevar a sua pressão arterial. Foto: Shutterstock

Quem sofre de ronco e de apneia do sono pode elevar a sua pressão arterial. Foto: Shutterstock

É a partir deste estudo que se dá o melhor entendimento da relação entre o ronco e a apneia, um distúrbio que provoca interrupções na respiração enquanto dormimos.

Entenda a relação entre o ronco e a apneia

Nas pessoas que não roncam, o ar é absorvido normalmente pelas narinas, sem produzir qualquer ruído ou incômodo. Já o ronco acontece quando ocorre uma obstrução parcial das vias aéreas superiores, obrigando a pessoa a respirar pela boca. Assim, o ar consegue passar, mas, produz um ruído, pela vibração causada pela passagem do ar com dificuldade.

A relação entre o ronco e a apneia se configura por este processo. A apneia ocorre quando esta obstrução se agrava, sendo uma obstrução total das vias aéreas superiores, o que impede a passagem do ar. A pessoa para de respirar em determinados momentos enquanto dorme, o que pode gerar não apenas o ronco, mas uma série de doenças.

O ronco é um distúrbio que requer atenção e que, se não for tratado devidamente, pode levar a uma série de situações de risco. O problema atinge cerca de 40% dos homens adultos e 30% das mulheres, tornando-se mais frequente com o avançar da idade. Presume-se que o ronco esteja presente no sono de 60% das pessoas com mais de 55 anos de idade.

Ele também é três vezes mais comum em obesos do que em magros, uma vez que nas pessoas acima o peso é menor o espaço interno das vias aéreas superiores, dificultando a passagem do ar. Indivíduos obesos ou acima do peso ideal apresentam algumas das causas mais comuns do ronco, ou seja, dobras mucosas excessivas e acúmulo de gordura submucosa; pescoço curto e grosso, com tecido cervical em excesso.

Por sua vez, a apneia ocorre quando a obstrução à passagem do ar é total, provocando a parada respiratória por mais de 10 segundos. Isso pode se repetir várias vezes durante a noite sem que a pessoa perceba.

Calcula-se que 30% dos roncadores sofram também de apneia, num dado que reforça a relação entre o ronco e a apneia. Como consequência da apneia, está a asfixia, a hipertensão e problemas cardíacos. Também corroborando com a relação entre o ronco e a apneia, quanto mais o paciente apresenta as duas condições de forma conjunta, maior é a chance de ele sofrer um aumento da pressão arterial e, por consequência, da taxa de mortalidade.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão DoutíssimaClique aqui para se cadastrar!

 

Saiba mais:

 

Tratamento para obesidade: quando é hora de procurar e quais os melhores tratamentos paracombater o excesso de peso

Ler as informações nutricionais do rótulo dos alimentos pode ajudar a perder peso

Não espere mais! Aprenda como acelerar o metabolismo e perca peso ainda mais rápido

Composição corporal: o que você precisa saber para perder peso com saúde e de maneira definitiva

DIETA DE PROTEINAS : Já ouviu falar na dieta de proteínas? Saiba mais sobre essa dieta, suasconsequências e possíveis benefícios para saúde e perda de peso

Saiba mais sobre a nova maneira de perder peso: aplicativos para dieta nos smartphone

16 dicas para perder peso

Antes e depois: Mãe de dois, Perlla comemora perda de peso

Metade da população de São Paulo está acima do peso

Aparelho de Musculação ou peso livre: qual a diferença?

8 Hábitos que garantem uma dieta para perder peso

Um em cada três adultos tem excesso de peso ou é obeso

Como aumentar seu peso

Os benefícios do óleo de abacate

Como fazer uma máscara de abacate para hidratar profundamente os cabelos

Alimentos cítricos ajudam a melhorar o ânimo

Está abaixo do peso? Aprenda a fazer uma dieta para engordar de maneira saudável

Conheça as melhores dietas para 2014

Alimentação saudável: saiba quais são as gorduras do bem e onde encontrá-las

Coma melhor e fique bem com o espelho! Dicas de alimentação para evitar a celulite


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]