Especialidades

Sintomas da AIDS: veja quando se manifestam e como identificar

Por Redação Doutíssima 22/11/2014

O vírus HIV, causador da AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida), é um dos mais perigosos que se conhece. Ainda sem uma cura, ele afeta todo o sistema imunológico humano, podendo comprometer o organismo e ser responsável por diversas outras doenças.

É muito importante estar atento às manifestações da doença, que podem ser percebidas logo no início – como também demorar anos para os primeiros sintomas da AIDS aparecerem.

sintomas-da-aids

Doença ainda não tem cura e, portanto, precisa de cuidados extremos. Foto: iStock, Getty Images

Febre e mal estar são primeiros sintomas da AIDS

Os primeiros sinais da doença costumam aparecer entre 3 e 6 semanas após a infecção com o HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana). Entre eles, estão a febre e um mal estar generalizado, que pode causar confusão com uma gripe ou resfriado.

Se desconfiar estar contaminado, recomenda-se fazer o teste do HIV após 40 dias da relação sexual desprotegida ou o compartilhamento de seringas.

Sintomas da AIDS: conheça as 4 fases

São dividas em 4 as fases em que os sintomas da AIDS costumam aparecer. A primeira é chamada de aguda e se caracteriza pelo aparecimento de dor de garganta, feridas na boca, sangramento da gengiva, tosse seca, febre alta e mal estar, que podem durar duas semanas.

O problema dessa etapa é que ela pode ser confundida com doenças comuns devido aos sintomas. É necessário então realizar um teste de HIV após 40 a 60 dias do contato íntimo. Se fizer antes desse período, pode apresentar um resultado negativo mesmo estando contaminado.

Depois da fase aguda, os sintomas da AIDS costumam não aparecer por um período de aproximadamente 10 anos. Essa fase se chama de assintomática, por não apresentar nenhuma manifestação. Após esse tempo, começam as diarreias, surgem manchas avermelhadas na pele e ínguas na boca e partes genitais.

A terceira fase, quando os sintomas aparecem definitivamente, surge entre 8 e 10 anos após a contaminação com o vírus. Aí então pode acontecer febre prolongada, tosse muito seca, suor durante a noite, inchaço na garganta por meses, dor de cabeça intensa, cansaço e fadiga, dores musculares e nas articulações, emagrecimento sem razão específica, diarreia contínua, candidíase e manchas e erupções na pele.

Os sintomas da AIDS nessa fase acontecem quando as defesas do organismo já estão bastante comprometidas e o vírus já está bastante disseminado pelo corpo. Após essa etapa, acontece o surgimento de doenças que aparecem oportunamente devido à baixa imunidade. Entre elas, estão a hepatite viral, a pneumonia, a toxoplasmose e a tuberculose.

Prevenção e tratamento da AIDS

O uso de preservativos, principalmente camisinha, previne em até 95% o contágio do vírus da AIDS, além de outras doenças sexualmente transmissíveis. Acessível em postos de saúde, a camisinha deve se tornar hábito de uso para todos que mantém relações sexuais com mais de um parceiro ou nunca fizeram o teste de HIV.

O diagnóstico para descobrir a infecção pelo vírus é feito em centros de testagem e postos de saúde de forma sigilosa. Depois de percebidos os sintomas da AIDS, uma amostra do sangue é coletada e analisada pelo médico que dará os resultados.

Nos centros de testagem e aconselhamentos, existe também um acompanhamento e preparo antes e depois do diagnóstico, para que o paciente compreenda bem o processo e interprete corretamente o teste.

 

 

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


Sites parceiros