[the_ad_group id="16401"]
Motivação

Conheça as redes sociais mais usadas para procurar emprego

Por Redação Doutíssima 23/02/2015

Foi-se o tempo em que as redes sociais eram usadas somente com a finalidade de se estabelecer um relacionamento virtual. Hoje em dia, pode-se afirmar que a busca de emprego é feita pelas redes sociais mais usadas, transformando-as em ferramenta importante.

 

redes sociais mais usadas

As redes sociais são ótimas ferramentas para a busca de empregos na Internet. Foto: iStock, Getty Images

 

Cada vez mais, recrutadores e empresários estão utilizando a rede para encontrar funcionários ideais para as suas empresas. Por isso, se você está procurando um emprego, está na hora de conhecer as diversas ferramentas virtuais e as redes sociais pra conquistar uma nova colocação profissional.

 

O Facebook é considerado uma das redes sociais mais usadas para procurar emprego. Isso porque muitas empresas têm páginas profissionais na rede, que são utilizadas para encontrar funcionários que se interessam por ela. Além disso, há muitas páginas de vagas de emprego focando em áreas específicas.

 

O LinkedIn é a rede social mais usada para encontrar profissionais. Criada com este objetivo, a rede visa promover a interação de funcionários com o mercado de trabalho.

 

Entre as redes sociais mais usadas hoje em dia para procurar emprego, também podemos listar o Twitter. O Twitter tem a facilidade de ser uma rede social rápida, já que os posts são limitados a 140 caracteres.

 

Nela, é possível seguir as empresas onde deseja trabalhar e acompanhar as suas novidades, assim como interagir com as pessoas que podem lhe ajudar a conseguir uma oportunidade.

 

Como mexer nas redes sociais mais usadas

 

Com o uso das redes sociais para conquistar um emprego, o processo seletivo começa muito antes da entrevista. Isso porque elas acabam sendo utilizadas pelos empregadores para descobrir um pouco mais sobre o candidato. Por isso, é preciso cuidar com o que está exposto nas suas redes sociais.

 

No Facebook, por exemplo, mude o seu perfil para privado. Não é preciso perder todas as suas fotos de momentos marcantes, mas não é todo mundo que precisa ver o que você posta. Também procure ser seletivo em suas postagens.

 

O mesmo deve ser feito no Twitter. Evite tuitar o dia inteiro e falar detalhes do seu dia. Procure fazer da sua timeline o seu espelho: os assuntos que são retuitados, os temas comentados e as pessoas que você segue dizem sobre a sua personalidade e o que você gosta de fazer.

 

Já no LinkedIn, foque no propósito desta rede social, que existe exatamente para criar o contato profissional entre as pessoas. O principal é deixar claro quais são os seus interesses na carreira, experiências de trabalho e principais projetos.

 

Perfil adequado nas redes sociais mais usadas

 

Procure utilizar as redes sociais mais usadas de acordo com as expectativas dos recrutadores. Assim, não minta.

 

Cursos dos quais não participou, nível de inglês incorreto e tarefas não correspondentes à realidade são um péssimo jeito de começar o relacionamento com uma possível futura empresa.

 

Na prática, o LinkedIn é uma ferramenta profissional e o Facebook é um espaço mais pessoal. No entanto, não se esqueça de manter o mínimo de coerência entre os dois perfis.

 

Também aproveite as plataformas sociais para expandir a sua rede de contatos e utilize as redes sociais mais usadas para aumentar sua presença online, compartilhar seus interesses e demonstrar sua criatividade.

Gostou do artigo? Qual é a sua opinião sobre ele? Venha compartilhar suas experiências e tirar suas dúvidas no Fórum de Discussão Doutíssima!


[the_ad id="14710899"]
[the_ad id="14710899"]
[the_ad_group id="16404"]